A Disney colocará os canais Fox Sports no Brasil à venda, informa o UOL Esportes. A decisão foi tomada pelo grupo americano para que a fusão com a Fox seja aprovada no Brasil pelo Cade, Conselho Administrativo de Defesa Econômica. O grupo americano já conta com essa exigência, que será anunciada amanhã (27) em julgamento na superintendência do órgão.

A negociação com o Cade para uma possível manutenção do canal esportivo foi a única exigência que travou, no Brasil, o prosseguimento da fusão mundial entre Disney e Fox. A empresa, que já tem os canais ESPN no Brasil, ficaria com uma grande fatia do mercado, o que configuraria monopólio.

Desde então, os executivos da Disney alinham com a Fox os passos que darão após a oficialização da venda do canal. Os primeiros avisados serão os empregados dos canais Fox Sports.

Está marcado para esta quinta-feira (28) o segundo encontro de Lideranças da Fox, onde será anunciada a venda dos canais internamente. Os chamados ativos do canal serão disponibilizados de forma integral, não podendo ser vendidos em partes.

Entre esses ativos estão os direitos de transmissão da emissora. Alguns deles são valiosos, como a Libertadores, que a Fox comprou o melhor pacote de TV paga. Esses direitos não podem ser absorvidos pela Disney, por força de contrato.

A Disney e a Fox querem ter todo o cuidado para que profissionais sejam respeitados e que o provável fim da emissora não tenha a mesma repercussão da extinção do Esporte Interativo na TV. Alguns desses profissionais serão absorvidos pela Disney, que manterá no ar a ESPN, no país desde 1995.

Os executivos da Disney tentam acalmar o mercado, prometendo respeitar os profissionais da casa. Não se sabe exatamente o que isso significa.  A venda e/ou a extinção de uma emissora sinaliza  uma enxurrada de demissões, como aconteceu recentemente com o cana Esporte Interativo. O resto é conversa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare