Aconteceu no programa Linha de Passe, da ESPN, um bate-bota entre os jornalistas Gian Oddi e Mauro Cézar Pereira. Tudo por causa do Flamengo. Veja como foi:
“A gente só precisa parar de tratar as coisas como certeza. Isso é coisa de torcedor
 
“Gian, a gente está vendo uma imagem. Você desqualificar uma opinião diferente da sua, dizendo que é de torcedor, então eu sou torcedor? Eu sou torcedor como você é
 
“Não, Mauro, você está vestindo a carapuça. Não foi para você
 
“Claro que eu estou. Claro que eu estou. Estou e estou te falando. E você está fazendo a mesma coisa, só que do outro lado. Eu sou torcedor como você também é
 
 “Eu não estou sendo torcedor. Você afirma, eu não estou afirmando
 
“Eu acho que está. Eu afirmo porque eu tenho coragem
 
“Ah, você é o machão, né, Mauro? Você é representante de torcida, você é o machão representando torcida
 
 “Você não é representante por quê? Não entra mais no estádio? Está com medo da organizada, por isso? Dá um tempo. Você está apelando
 
“A questão é a seguinte, Mauro, eu não afirmo nada. E você vem aqui e afirma. Você afirma que o gol estava impedido, você afirma que foi falta. Tem sido assim com lances de arbitragem
 
“Você afirma que é estranho. Você está insinuando…”
 
“Eu não estou insinuando nada, não estou insinuando nada. Eu não admito que você fale isso. Não coloque palavra na minha boca. Estou dizendo que é estranho que existam vários erros contra adversários do Palmeiras porque isso começou a acontecer depois da ‘chiadeira’. Não estou dizendo que os árbitros entrem com a intenção de prejudicar, mas que podem estar sob pressão de um grande e na dúvida não marcam”

8 Comentarios

  1. Não existe mídia imparcial, principalmente no meio esportivo. Até porque, são seres humanos que existem ali, não robôs.
    Porém, precisamos reconhecer, que há sim comentaristas clubistas, que se deixam levar por emoções. O tal Neto é um exemplo clássico disso…

  2. Pode, desde que seja imparcial, quando o debate envolva seu time de coração. Jornalista torcedor, perde total credibilidade. Me lembro quando o Corinthians, foi campeão do Mundo, e logo em seguida pouco dias depois, anunciou a contratação do Pato, mesmo o Corinthians com condições financeiras, ele criticou o investimento. Cadê que ele reclama dos gastos do Flamengo? Porqueiras vêm sendo beneficiado em alguns lances pelo VAR, Mauro reclama do tal benefício ao Porqueiras, só que o time dele também vêm sendo beneficiado. Cadê que ele reclama? Ouvir um comentário do “pisca pisca” é total perda de tempo.

    • Concordo, parcialmente. Mas há comentaristas/jornalistas/apresentadores esportivos bem piores que o Mauro. Pelo menos ele consegue demonstrar inteligência em seus comentários, diferente de uma boa parte…

  3. Mauro Mulambo é um desonesto intelectual, por conta do clubismo (que escondeu por anos até ser flagrado num jogo do Meiguinho, em pleno Pacaembu, disfarçado com um boné, rsrsrsrs). Mas, quando consegue se desvencilhar dele, é um ótimo analista de futebol e bastidores, e um dos mais críticos da imprensa. Não faz média, como a esmagadora maioria (dá até náuseas). Mas o Oddi é mais sensato…

  4. “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.”

    Rui Barbosa
    Frase que cai como uma luva nos dias que estamos vivendo neste país.

  5. Eu particularmente não gosto. É inevitável sua tendenciosidade tanto quanto critica quanto elogia o seu time. Tem que ser muito profissional pra não se deixar influenciar pela sua paixão. Sem falar que contamina os outros comentaristas. Porque é alvo de piadinhas quando o time perde. Como ocorre com o povo do Circo Aberto. Uma zona.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare