Na minha opinião, tivemos um pouco de pressa na escolha do Cristóvam Borges. Quando o Tite saiu, era hora de ter um pouquinho mais de calma, paciência e analisar com mais tranquilidade a escolha do treinador.

ALESSANDRO NUNES, gerente de futebol do Corinthians

Captura de Tela 2017-06-14 às 15.22.42

 

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare