A Chapecoense divulgou nota de repúdio na qual denuncia advogados que têm se passado por representantes do clube apenas com o objetivo de captar serviços, aproveitando-se das situações fragilizadas das vítimas da tragédia com o voo da Lamia, que matou 71 pessoas em novembro, na Colômbia.
O clube avisa que tomará medidas cabíveis na Justiça e esclarece que apenas o vice-presidente jurídico do clube, Luiz Antônio Palaoro, e os diretores Luís Sérgio Grochot e Marcelo Zolet estão autorizados a falar juridicamente pela Chapecoense.

a7ccab38a3cbc56b5de4d39e77af15fb

 

1 Comentário

  1. Nossa que horror! Diante de tanto exemplo bacana que a gente viu em relação a essa tragédia, aparecem esses abutres querendo faturar em cima da desgraça alheia.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare