unnamed
Só pode ser uma infeliz coincidência, mas a trajetória de Vanderlei Luxemburgo e José Mourinho, dois técnicos respeitadíssimos e vitoriosos, entrou numa profunda decadência depois que dirigiram o Real Madrid. Pouco a pouco eles estão perdendo o prestígio.
Recorde-se que Luxa foi para Madrid em 2005, depois de ganhar mais um Brasileirão, desta vez pelo Santos. Sua passagem pelo clube espanhol foi curta, com alto aproveitamento de pontos (70% – 24 vitórias, quatro empates e oito derrotas), mas sem títulos. Foram dez meses de contrato.
Depois disso, acumulou fracassos por onde passou: Santos, Palmeiras, Atlético, Flamengo, Grêmio, Fluminense, Cruzeiro e na segunda divisão chinesa, no comando do Tianjin Songjiang. No máximo ganhou um ou outro estadual sem muita expressão. Está há cinco meses desempregado.
José Mourinho, depois de muito sucesso em Portugal, na Inglaterra e na Itália, comandou o Real Madrid entre 2010 e 2013. Ganhou uma Liga da Espanha, uma Copa do Rey e uma Supercopa da Espanha. Muito pouco para a exigente torcida merengue.
Porém, o seu calvário começaria imediatamente depois. Mourinho, um dos profissionais mais bem pagos do planeta, foi um fracasso retumbante no Chelsea entre 2013 e 2015.
Nesta temporada, contratado para ser o responsável da reformulação do Manchester United, o português ainda está devendo. Neste domingo, seu time – cheio de estrelas que ele escolheu a dedo – foi goleado pelo Chelsea (0x4) e entrou em crise. A mídia britânica já começa a pedir a sua cabeça e questiona até a titularidade de Ibrahimovic, contratado para ser a estrela do time.
Claro que o Real Madrid nada tem a ver com essa decadência de Luxemburgo e Mourinho, mas não deixa de ser uma baita coincidência.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare