Nunca uma equipe levou tão a sério a expressão “mata-mata” quanto a Colômbia neste jogo contra o Brasil. Os colombianos entraram dispostos a matar os brasileiros. Foi tanta pancadaria que mais parecia uma disputa de UFC.
Mas a seleção olímpica parece que está se transformando, de fato, num time de futebol. Suportou a violência do adversário, foi muito firme na defesa (soberba a atuação dos zagueiros Marquinhos e Rodrigo Caio), e soube buscar o ataque com muita eficiência.
Foi importantíssimo o gol de Neymar logo no começo. Claro que serviu para deixar os colombianos ainda mais desesperados, mas, a partir dessa vantagem, soubemos administrar o resultado.
Rogério Micale fez as alterações certas no segundo tempo, reforçando o meio de campo com a entrada de Thiago Maia no lugar de Gabigol, que não jogou bem. Gabriel Jesus, idem. Quase não suou a camisa.
Grande vitória brasileira que chega às semifinais com muita empolgação. É naturalmente favorito diante de Honduras, mas isso não garante nada. Pelo contrário: é aí que mora o grande perigo.
O lamento da mídia colombiana após a derrota
O lamento da mídia colombiana após a derrota

1 Comentário

  1. Ai que raiva, não pude assistir, mas que maravilha que vencemos. Acredito que o time entrou no espírito olímpico e agora vamos ter um melhor desempenho, as críticas fizeram bem aos marrentinhos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare