unnamed (3)

Quanto mais mexem, mais estranha fica essa história de corrupção de cartolas do futebol. O advogado argentino Jorge Delhon, de 52 anos, acusado de envolvimento no esquema de corrupção no escândalo da Fifa, se matou na terça-feira. Ele se jogou sob um trem em movimento, em Lanús, em Buenos Aires.

fato aconteceu depois que Alejandro Burzaco, ex-diretor-executivo da empresa argentina de marketing Torneos y Competencias, que admitiu ter subornado a Fifa para obter direitos de transmissão de futebol, declarou na terça, nos Estados Unidos, que entre os anos e 2011 e 2014 pagou propinas milionárias a Delhon e Alejandro Paladino, segundo divulgaram os meios de comunicação da Argentina.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare