Captura de Tela 2018-02-04 às 07.14.16
JUCA KFOURI
Foram 3.627 os eleitores e 18 deles anularam o voto.
Os 18 talvez espelhem o sentimento do torcedor que não vota, porque o clube acabou invadido quando se anunciou a vitória de Sanchez, que teve de sair do Parque São Jorge escoltado pela polícia.
Caso não se reeleja deputado em outubro, e perca o foro especial, pode sair em janeiro não mais escoltado, mas preso pela polícia.
 
MILTON NEVES
Presidente do Timão entre 2007 e 2012, ele terá o privilégio de assumir o clube mais uma vez e cumprir o mandato durante três anos, de 2018 a 2020.
Ele repetirá o sucesso da primeira gestão?
Isso só o tempo nos dirá!
Porque, naquele tempo, tirar o Alvinegro da Série B para ganhar tantos títulos importantes foi um verdadeiro milagre, não é mesmo?
E algumas propostas de Sanchez são dignas da atenção do torcedor, como por exemplo, estruturar o futebol, atenção na base e modernização do estádio.
Aliás, creio que Sanchez poderá enfim vender os naming rights da Arena, um belo Cavalo de Tróia montado por ele, Lula, Odebrecht, BNDES e políticos municipais.
 
CHICO LANG
O novo presidente do Corinthians é Andrés Sanchez. Ganhou até com folga de Paulo Garcia, Roque Citadini, Felipe Ezabella e Romeu Tuma. Os últimos sucessos de administrações anteriores e o carisma pessoal, sem dúvida, levaram Andrés a mais uma vitória, quase “uma tragédia anunciada”…
… Os primeiros minutos de mandato foram tumultuados. Mal pode terminar a entrevista de posse. Levou um copo de cerveja na cabeça. Depois um torcedor mais exaltado cobrou o pagamento da Arena com o dedo na sua cara. Para não  levar uns sopapos, se escondeu no banheiro feminino até os animos se acalmarem. Baixaria total. Por isso, desejo boa sorte ao polêmico Andrés. Ele vai precisar, sem dúvida.
 
 
Comentário meu – Ontem, antes da eleição, cheguei a comparar a eleição do Corinthians com a eleição do Vasco. No fim do texto (releia AQUI), previ que o clima após a abertura das urnas poderia ser de “terra arrasada”,  mas não imaginei que chegaria a tanto. Eu, sinceramente, achava que Sanchez era mais querido pela torcida. Parece que não.

5 Comentarios

  1. Essas organizadas não cansam de dar vexames? Duvido muito que estão preocupados com a situação do clube, querem regalias e nada mais.

  2. Andrés terá um grande desafio pela frente, resolver a questão da Arena, que se tornou um problema.

  3. Confusão nessas eleições está virando rotina. A do Santos também teve. Deve rolar muita falcatrua. Andrés ganhar já era esperado mesmo. Ele é uma figura de peso e já tem os aliados certos.

  4. A oposição ajudou a situação ao dividir-se em 3 candidatos, 834 votos para Garcia, 803 para Citadini e mais duzentos e poucos votos para Tuma, em casa que não se entendem o resultado é todos perderem.

  5. Lamentável o nível desse cidadão. O grande Vicente Matheus também era ignorante, mas era um homem honesto…basta dizer que, enquanto alguns candidatos da oposição falavam em garantir, para o Clube, 100% dos direitos sobre a base, esse crápula já entra falando em 80%, como se fosse uma grande conquista – e que vão virar 60%, ao longo de seu mandato, sem dar quaisquer satisfações à torcida e aos próprios conselheiros de araque (lembrando que chegamos a ter apenas 10% dos direitos econômicos sobre o jovem Matheus Pereira, nas gestões Mário Dormi e Bob Bananão, ex-presidentes desse grupelho político)…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare