No jornal O Tempo-MG – Foi preciso esperar 15 anos e aguardar até o último instante. Um amadurecimento, dentro e fora de campo. Quedas para a Séries B e C – e até para o Módulo II do Mineiro – e volta à elite neste ano. Agora sim, o América está pronto, também é um gigante e é, com todos os méritos, o campeão mineiro de 2016. A última conquista aconteceu em 2001.

Contra a desconfiança de quem viu o time classificar em quarto lugar na última rodada da primeira fase, contra os descrentes que não botavam fé na semifinal diante do Cruzeiro e contra o Atlético, time de Libertadores e vice-campeão brasileiro, o Coelho mostrou na bola e na raça porque é uma equipe para se abrir os olhos daqui por diante.

Sob a batuta do comandante Givanildo Oliveira, o mais longevo treinador da elite nacional à frente do cargo, o alviverde volta a disputar o Brasileirão a partir da próxima semana com a autoridade de ter superado os chamados grandes do futebol mineiro.

 Depois de vencer o primeiro jogo, por 2 a 1, no Independência, o América se apresentou num Mineirão lotado de atleticanos – apoiado por sua barulhenta torcida – e, mesmo depois de quase ver o título escapar, aos 38 min da segunda etapa, o predestinado Danilo fez o gol de empate. O América chega a seu 16º título estadual.
unnamed (2)

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare