Mais ótimo trabalho da Pluri Consultoria mostra a diferença no volume de recursos de TV entre os campeonatos da Inglaterra, Brasil e Argentina.
O Brasil perde de goleada para os ingleses. Mas, em compensação, nossos clubes faturam muito mais do que os argentinos.
Para que se tenha uma idéia, a Chapecoense, 17º nesse ranking, ganha mais do que o Boca, por exemplo.
Captura de Tela 2018-05-19 às 23.17.11

7 Comentarios

  1. Não tem como comparar o potencial dos times europeus aos brasileiros, né? O nosso potencial de marketing e visibilidade está limitado a América do Sul. Já os europeus possuem visibilidade em todo planeta. Os chineses, árabes, japoneses, africanos, americanos só seguem o futebol de lá.

  2. Uma ideia muito interessante e que já é discutida por muito tempo seria a unificação da Conmebol com a Concacaf, para fundar a Liga dos Campeões da América. Mas isso não é de interesse para os americanos, porque sabem que os clubes de lá, fraquissimos, perderiam espaço e dinheiro para os clubes da América do Sul.

  3. Só um reflexo da economia de cada país.

  4. Não temos como afirmar se o que os brasileiros recebem é pouco ou não. Teríamos que ter acesso ao faturamento que a tv tem com o futebol…só acho um absurdo o Meiguinho receber a mesma coisa que o Timão…a questão é mais política do que de retorno econômico auferido com os dois, pela Globo…

    • Não recebem cotas iguais, só no papel. No final das contas o Fla acaba recebendo mais porque possui mais assinantes no PPV.
      E as cotas não leva em consideração apenas o mercado, a visibilidade também conta. E o Flamengo, por ter projeção nacional, ou seja, levando o nome dos anunciadores para todo o Brasil, e por ter a marca mais valiosa do País, segundo a britânica BDO, acaba recebendo mais.

      • Ops, errei, na verdade essa conceituadissima e respeitada consultoria é belga. rsrs

      • Exatamente! Há manipulação por parte dos executivos da Globo, e o Corinthians aceita isso, por cumplicidade e/ou omissão de nossas diretorias. Não há “visibilidade” outra senão a considerada pelo mercado, e, nesse quesito, o Corinthians não é só mais visto, em termos absolutos (lembrando que 1 ponto auferido no Ibope, em SP, concentra mais domicílios que 1 mesmo ponto auferido no RJ, e as audiências praticamente se equivalem, em média, nessa escala desigual!) , como concentra o grosso da sua audiência na Região Sudeste, o mercado mais disputado. De outro lado, é improvável, pra dizer o mínimo, os cariocas terem mais assinantes no ppv, por duas razões óbvias: 1) A Região mais rica tem praticamente o dobro de corinthianos, comparativamente aos mulambos; 2) A Região NE, na qual se concentra a maioria da torcida rubro-negra, é mais pobre e tem o Meiguinho ao vivo o ano todo, na tv aberta, não demandando ppv.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare