2681f9f045974fc4610a36fc1eb7f265
Numa rápida leitura nos jornais e nos blogs de esportes, é quase unânime a constatação de que foi Jonathan Calleri, como sempre, quem salvou o São Paulo em La Paz. E que o goleiro Denis “entregou a rapadura”.
Ninguém lembra que o goleiro Tricolor fez uma defesa importantíssima no segundo tempo. Uma bola que sobrou na pequena área e o atacante do The Strogest chutou, à queima roupa. Se acontece ali o segundo gol boliviano, adeus São Paulo.
Às vezes você vê um atacante ficar o jogo inteiro parado, mas se fizer um golzinho meio sem querer, acaba sendo apontado como herói.
Com o goleiro acontece o contrário. Pode fazer defesas milagrosas, mas se falhar uma vez, será fatalmente apontado como vilão.
Quase ninguém leva em conta a responsabilidade de Denis de substituir Rogério Ceni, um ido, um mito dentro do clube. E também desconhece a sua dedicação durante is anos e anos que passou no banco de reservas, sem reclamar.
Eu acho que Denis não é um mau goleiro. É um grande injustiçado, isso sim.

1 Comentário

  1. Que raiva desse timeco que ainda conseguiu se classificar hein? Mas duvido que vá longe, é uma verdadeira monta russa esse aí, rs.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare