fifa_world_cup_2018

No Estadão (Por Jamil Chade) – As investigações da Agência Mundial Antidoping (Wada, na sigla em inglês) revelam um doping sistemático no futebol russo, colocando pressão sobre a Fifa que, durante anos, afirmou que o doping não era um problema do futebol. A menos de dois anos da Copa do Mundo na Rússia, as revelações também colocam dúvidas sobre a capacidade dos organizadores do Mundial em garantir um evento acima de qualquer suspeita.

Vitaly Mutko, citado como um dos responsáveis por camuflar o doping, é membro do Conselho da Fifa e vice-primeiro-ministro da Rússia. As constatações fazem parte do trabalho realizado pelo investigador canadense Richard McLaren. Na semana passada, ele explicou que mais de mil atletas russos em 30 modalidades diferentes foram beneficiados por esquemas que esconderiam o doping.

1 Comentário

  1. Essa Rússia, hein? Não é nada do que pensamos como potência olímpica. Parece que a doentia necessidade de competir com os EUA também nos esportes, vai causando um grande constrangimento mundial. Tem que ver isso aí. Doping é nojento!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare