O elenco do Real Madrid é mobilizado na detecção e prevenção do COVID-19. O capitão Sergio Ramos canalizou com sua esposa, Pilar Rubio, uma contribuição de 264.571 máscaras, 1.000 equipamentos de proteção e 15.000 testes para detectar o coronavírus. Uma doação importante a ser feita através do UNICEF, a organização com a qual o camarão central mantém um relacionamento próximo e do qual ele é um embaixador mundial.
Por outro lado, Cristiano Ronaldo e seu empresário Jorge Mendes decidiram doar 35 leitos de unidades de tratamento intensivo a dois hospitais nas cidades portuguesas de Lisboa e Porto. Eles doarão também 15 leitos ao Hospital Geral de Santo Antônio do centro hospitalar universitário do Porto, no norte de Portugal. 
Lionel Messi, por sua vez, doou 1 milhão de euros (cerca de 5,4 milhões de reais) a que serão destinados ao Hospital Clinic de Barcelona e a um hospital argentino.
Pep Guardiola também doou 1 milhão de euros  para a Fundação Ángel Soler Daniel, que administra a Faculdade de Medicina de Barcelona.
Onde está a sensibilidade dos craques brasileiros, como Neymar, Daniel Alves e o próprio técnico Tite? Por que eles também não botam a mão no bolso e ajudam às vítimas do Coronavírus? Pelo menos até adora, ninguém se manifestou neste sentido.
Atualizado às 14h30 – O jogador paraibano Hulk doou um aparelho respirador Vyare IX5 a Fundação Assistencial da Paraíba (FAP), de Campina Grande, visando auxiliar eventuais casos do novo Coronavírus (Covid-19) na cidade. De acordo com a assessoria do atleta, a entidade deverá receber o equipamento até a semana que vem e irá destinar a um hospital.

2 Comentarios

  1. Menino, você não sabe? Neymar gravou um vídeo parabenizando o pessoal do SUS, e o biscoteiro do Daniel Alves tá afrontando o presidente no twitter. Marcondes, isso também conta. Rsrs.

  2. Aqui vão doar uma camisa autografada, pra fazer leilão.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare