5fa6aaef22ba026ba19c6dc0aee1396cNo site do GloboEsporte.com (Por Martin Fernandez) – Um grupo de 11 dirigentes de futebol da América do Sul recebeu US$ 40 milhões em propinas em 2013 pagas por uma empresa de marketing esportivo, revelam documentos do FBI (a polícia federal americana) aos quais o GloboEsporte.com teve acesso no Paraguai. A investigação americana aponta que “o presidente da confederação brasileira de futebol” recebeu US$ 6 milhões. O cargo na época era ocupado por José Maria Marin.

Marin presidiu a CBF entre março de 2012 e abril de 2015. Um mês depois foi preso na Suíça, acusado de receber suborno em contratos da Conmebol e da CBF. Em novembro do ano passado foi extraditado aos EUA, onde está em prisão domiciliar enquanto aguarda julgamento. A defesa de Marin afirma desconhecer os papéis do FBI e diz não haver evidências que sustentem as acusações.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare