O Flamengo conseguiu ser bem mais ágil e mais eficiente do que o Corinthians. Quando decidiu abrir mão da Caixa, em abril de 2016, a diretoria do Timão calculou que conseguiria um novo patrocinador máster quase imediatamente. Passaram-se quase três anos, até o clube fechar com o banco BMG. Amargou um prejuízo financeiro gigantesco durante o período de 36 meses.
Pois o Flamengo, que perdeu a Caixa na virada deste ano, já está com seu novo patrocínio bem encaminhado: deve ser o banco online BS2. Os valores são um pouco inferiores aos que eram da Caixa (R$25 milhões por ano). Mas, em compensação, o desembolso não será fixo. Vai depender de metas criadas pelo BS2, até o final da temporada.
O VASCO TAMBÉM
O Vasco demorou pouco tempo depois da Caixa. O clube formalizou o anúncio do BMG como o novo patrocinador master da sua camisa. Por meio de suas redes, o Cruz-maltino fez o comunicado e deu as boas-vindas para a nova parceira. O banco já estampou o mesmo espaço em 2008. Após o fim do contrato antigo, o local mais nobre da camisa foi ocupado pela construtora MRV, mas posteriormente foi sempre vendido para empresas estatais, casos da Eletrobrás e da Caixa.

4 Comentarios

  1. Qual o mistério do Corinthians demorar tanto? Seria a dificuldade nas negociações?

  2. Na verdade os patrocínios estão muito baixos…é difícil o futebol depender disso. O que salva são as cotas de tv e a bilheteria, mas essa o Timão não tem e nem terá por um bom tempo. Pena!

  3. Na verdade, depois que a Caixa saiu, sempre surgiram propostas, só que o valor nunca chegava nos 30 milhões, desejo da diretoria. Li que essa empresa vai pagar bem menos que a Caixa pagava pro Flamengo.

  4. Esperava valores maiores, principalmente por causa do bom momento vivido pelo Clube. Mas, pelo visto, a (lenta) recuperação financeira do País ainda não foi refletida no futebol…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare