No jornal L’Équipe – No papel, o trio Kylian Mbappé – Edinson Cavani – Neymar tem poucos equivalentes na Europa. Os barceloneses Coutinho, Suarez e Messi? Sem dúvida. Os Reds Mané, Firmino e Salah, talvez também. O problema é que esse trio do PSG é ineficiente nos grandes jogos. Um ano e meio após, o CMN, tão efetivo em L1, ainda se esforça para encontrar o máximo nos compromissos onde é esperado. Os donos do Qatar não gastaram € 466 milhões para compor este trio e vê-los brilhar apenas em França.
As manifestações contra Glasgow, Anderlecht ou Belgrado nos últimos meses não conseguem esconder o resto. Essa impressão de que o CMN se desintegra quando a altitude aumenta. A primeira reunião conjunta contra o Bayern de Munique, há treze meses (3-0), na fase de grupos, foi no entanto promissora. Se o trio não funcionar nos próximos jogos da Champions e o PSG for eliminado, as críticas vão aumentar ainda mais de intensidade.

1 Comentário

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare