a31dd4ea4b4c776cf5937c421ed29548
De uma coisa ninguém pode reclamar: a diretoria do Corinthians é pragmática e objetiva Se não tem dinheiro para pagar as contas, os cartolas tratam logo de vender patrimônio e resolvem o problema imediatamente.
Foi assim no começo do ano quando houve o primeiro desmanche. De uma cada só, negociaram com clubes da China Renato Augusto, Gil e Jadson, os três melhores jogadores da conquista do título brasileiro.
Fala-se agora que Elias, Felipe  e Cássio devem sair na próxima janela. Ontem comentou-se que Luciano – atacante com idade olímpica que deve disputar os Jogos do Rio – está na prateleira. Quem quiser levar é só pagar a multa rescisória.
Dois meses atrás o clube não teve o menor constrangimento de se desfazer de Matheus Pereira, uma promessa de 18 anos que foi comprado por 2 milhões de euros pela Juventus, da Itália.
Matheus Pereira, aliás, tem tudo para repetir o episódio vivido por Marquinhos, um zagueiro promissor que nunca teve chances no time principal. Foi para a Roma e, de lá, para o PSG da França. Hoje é um dos jogadores mais valorizados da Europa.
É o modelo corinthiano de tratar as suas revelações da divisão de base.

1 Comentário

  1. É necessário ter ponderação. Acho que vender um garoto d 18 anos que pode despontar ainda, por apensa 2 milhões de euros é loucura, mas no caso dos outros jogadores ele quiseram fazer o pé de meia deles e já tinham feito muita coisa pelo 5ma11, acho que foi certo nesse caso. Espero que o Santos saiba vender os garotos que ele tanto faz questão de segurar, que Gabriel/ Lucas Lima não se tornem um novo Neymar. Já fizeram uma grande burrada prendendo Ricardo Oliveira, pô pela grana que ofereceram pra um senhor de 35 nos que veio de graça, seria o negócio do ano. Diretoria estúpida.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare