Corinthians e Palmeiras fizeram um jogo equilibrado, com muita briga pela bola, confusão entre os jogadores, cartões amarelos e vermelhos à vontade e uma perigosa ameaça de incêndio na arquibancada..  São componentes naturais de um clássico cheio de história e rivalidade. O Itaquerão estava lotado, com mais de 43 mil torcedores.
Mas o Corinthians parecia desequilibrado dentro de campo, incompleto. Faltava um atacante matador. No ano passado, tinha Jô. Agora não tem ninguém confiável. Emerson até tenta, mas ele não é “9”.
Carille olhava para o banco e via que as opções de atacantes eram insuficientes. Estavam lá Júnior Dutra e Lucca. Só isso.
O Corinthians, no papel, teve mais posse de bola do que o Palmeiras, mas essa bola quase nunca chegava na área. O Palmeiras mostrou-se um time mais equilibrado, e teve a sorte de marcar antes dos 10 minutos.
Agora vai decidir em casa com uma bela vantagem de jogar pelo empate. Mas pode aguardar que vai ser outro jogo duro, truncado, como deve ser como esses dois gigantes se enfrentam. Esse vídeo aí em cima que circula na internet, resume de forma bem humorada a tradição desse clássico.
Briga e confusão: componentes naturais do clássico
Briga e confusão: componentes de um clássico

28 Comentarios

  1. Não vi jogo, vi dois times ridículos, jogo mais para MMA do que futebol.O Dudu tu,ultuou o jogo do começo ao fim e ficou no campo, foi o Dudu qypue começou toda confusão .

  2. Ficou muito difícil. Pra falar a verdade não acredito que vamos conseguir reverter na casa deles, mas como torcedor tenho que acreditar, nem que leve para os penâltis e tenta a sorte nessa bagaça. Triste ver um time como Corinthians depender de um jogador já com 40 anos, achando que ele vai decidir. Tá vendo como um 9 faz falta diretoria? Acha que o Carille faz milagre?

  3. E esse Felipe Melo, mas que jogador mala, esse cara tá sempre envolvido em confusão.

  4. Resultado surpreendente. O pior, pro 5ma11, é que a freguesia aumentou e foi mais um revés pra Porcada, em casa, na conta. Força aí, galera! Rs…

    • 4×3 Corinthians, na arena Corinthians, em 7 jogos disputados.
      2×1 Corinthians no chiqueirão, em quatro jogos, um terminou empatado. Levamos vantagem nos dois estádios.

      • Tá muito pouco, Vagner. Essa vantagem do 5ma11, em casa, tinha que ser maior, rapaz. Kkkkkkk. É caldeirão ou não? 4×3 não dá. A Porcada tem mais vitórias sobre o 5ma11 no Itaquerão que no Chiqueirão. Rsrsrs…

    • Nem tanto Aline eles investiram pesado no time, lógico que se esperava mais do Corinthians por jogar em casa, o time da Porcada é mais técnico, o do Corinthians é mais tático e raça em campo, e a impressão que eu tive é que o Corinthians estava mais cansado, teve que correr muito contra o SPFW. Só que a um desespero enorme pra eles ganhar esse título, tem um vídeo de um torcedor da organizada do Porqueiras circulando na internet, ele fala compre a arbitragem se for preciso, sequestra a mãe do Carille, eu não durmo a dois dias, palavras de um idiota da torcida organizada. Fico pensando se eles perdem esse título em casa, acaba o ano deles, não se acertam mais tamanha pressão.

      • Achava que o 5ma11 se daria melhor porque, além de jogar em casa, vinha de um jogo empolgante contra o Timeco do Morumbi, ao contrário da Porcada que tinha cortado um dobrado contra o Santos. A questão do investimento e ter um time mais técnico a gente sabe que nem sempre quer dizer muita coisa. A Porcada nem tá jogando isso tudo no ano, apesar do bom time. Pra mim, era um confronto equilibrado e o que poderia fazer a diferença seria o fator casa, por exemplo. E, sim, há uma pressão enorme em cima deles, pois já decepcionaram ano passado, mas há em vocês também, né? Você já disse várias vezes que um time como o 5ma11 sempre vai ser cobrado pela torcida e imprensa.

  5. Estou assistindo as entrevistas dos jogadores, vi até uma aura angelical em cada um deles, acho que as diretorias deveriam enviar para o vaticano um relatório de todos jogadores para dar entrada num processo de beatificação, é muita bondade.Hoje estou em dúvidas cruéis, não sei se acredito mais em politicos brasileiro ou em jogadores brasileiros,

  6. O juiz marvou falta fora da área contra o Palmeiras só que o zagueiro fo Palmeiras interceptou a bola com o braço dentro da área, o juiz estava bem colocado e errou feio.

  7. Será que só o Carille e os nossos jogadores não sabem que o Porqueiras voltou a usar o Cucabol, em que davam um “pressing” de 15/20 minutos em busca do 1º gol, e, após, relaxavam e controlavam o jogo? Foi o que ocorreu hoje, de novo. Não vi superioridade do Porqueiras, mas eles ganharam o jogo na marcação exacerbada e sobre-humana. No jogo em que perderam de 2×0, também tentaram, mas só conseguiram manter por 5 minutos e a maior vontade do Timão acabou por se impor e ganhamos de 2×0. Acho que deveríamos começar hoje com o Romero, mas compreendo, nesse ponto, o Carille: seria acusado de covarde, pela imprensa e pela torcida, pois, na visão dos iniciantes, era “jogo pra fazer o resultado”. Pra mim, se empatássemos, teríamos mais chances que eles, no Arana’s Parque, pelo nosso estilo de jogo. E, sem centroavante, ainda, mais uma razão para fazer um jogo de cautela, na Arena Corinthians. Mas eu não joguei a toalha…

  8. Paulo, vi no Sportv logo após o jogo, fizeram um paredão virtual, o jogador do Palmeiras e a bola ficaram para dentro da área. Vc vai ver o lance nos debates.

    • Lembra a final de 93, a Porcada colocou uma pressão enorme na arbitragem. Um comentarista do Esporte Interativo, disse que a diretoria porqueirense tinha vetado dois árbitros. Agora imagina se o árbitro não marca um pênalti desses a favor deles? Ía ser o fim do mundo.

      • Não confusão do Clayson com o Felipe Melo, o árbitro inverteu na súmula. Ele disse que Felipe Melo revidou, na verdade foi o Clayson que revidou. Agrediu o Clayson pelas costas e ainda disse que não fez nada, pra mim isso foi premeditado, pelo Felipe Melo, qualquer confusão que tivesse ele ía aproveitar pra tumultuar.

  9. Paulo, já está no you tube “Penalt não marcado contra o Palmeiras”.

    • Eu vi o “paredão virtual”, Adílio! Foi pênalti mesmo, embora dificílimo, para o árbitro. Mas se fosse contra nós imagina o escândalo que seria! Ninguém vai falar nada desse lance, vai passar batido, e pode ter decidido o Campeonato. No jogo da fase de classificação, pagaram de prejudicados em dois pênaltis claríssimos, pra nós, e ainda não deram um da “Lassie” no Fágner, fora do lance de bola. Vai vendo!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare