A foto na capa da Folha define tudo
A foto na capa da Folha de S. Paulo de hoje define tudo
1) – O time campeão de 2016 deveria ter sido preservado. Era uma equipe muito bem definida, em todas as linhas. Bastava investir forte (e criteriosamente) no substituto de Gabriel Jesus. Mexeram em tudo e mexeram errado;
2) – A intenção de colocar Borja no lugar de Gabriel Jesus foi aparentemente boa. O cara era um fenômeno no Atlético Nacional. Mas, como já foi dito aqui, o 9 do Palmeiras não parece o `original`; parece um `genérico`. Uma lástima.
3) – Eduardo Baptista obteve em cinco meses14 vitórias, quatro empates e cinco derrotas, num total de 23 partidas. Não tiveram paciência com ele. Até agora, com Cuca, o time não jogou, por exemplo, como naquela virada sobre o Peñarol, em Montevidéu;
4) – Felipe Melo é meio porra-luca, mas não é o mau jogador. Vinha atuando bem e segurando a barra do meio de campo na época de Baptista. Perdeu prestígio com Cuca e enlouqueceu de vez. O Palmeiras teve prejuízos técnicos e financeiros;
5) – Tomando por base o jogo de ontem, o Palmeiras não tem uma única jogada bem organizada. Nem na hora de dar um chutão os caras fazem direito. Pra falar a verdade, até o `Cucabol`- aquela jogada que chegou a ser criticada no ano passada – o time consegue repetir.

6 Comentarios

  1. O Barcelona das Américas eliminou o Real Madrid das Américas. kkkk

  2. E o Galo hein? Pela primeira vez um time brasileiro é eliminado por boliviano. Como os times brasileiros pipocam em Libertadores, é cada vexame.

  3. Que fiasco!!! Acho que pressão por ser o favorito a tudo e ter um elenco milionário minou o time. A Porcada não se acertou no ano e provavelmente nem vai. Já é pra pensar em 2018 pois o ano já acabou mesmo.

    • Concordo Aline, mas é impressionante o peso que a Libertadores tem pros times brasileiros, essa questão do favoritismo pesa e muito, olha só o Atlético-MG também com um elenco caro e foi eliminado por um time boliviano, algo inédito até então.

      • Então Jorge Igor deve tá muito feliz, já que ele adora a Bolívia. kkkkk. Eu acho que é justamente isso. Esse favoritismo que nós mesmo assumimos por fazermos os maiores investimentos atrapalha demais. É como se o time não pudesse errar. Vai mal numa competição aí já desestabiliza nas outras. Na contramão tem o Botafogo, talvez o menos favorito de todos e olhe a campanha maravilhosa que estão fazendo! Vi uma entrevista de um jogador botafoguense e falou justamente isso. Todo mata-mata a imprensa aposta que o Botafogo não vai passar, mas isso os motiva e eles vão lá e surpreende. Sabem das suas limitações e jogam na humildade.

  4. kkkkkkk. A Porcada tombou feio. Que o Santos não me apronte uma dessas, pelamor!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare