Captura de Tela 2017-03-09 às 07.00.05
Outro dia eu publiquei AQUI a lista dos clubes mais valiosos da Libertadores. Uma lista liderada pelo River Plate, com o Palmeiras em segundo lugar. Pois bem, o tal Tucuman, com quem o Verdão empatou ontem, praticamente não existe nesse ‘ranking’. É quase um time de várzea, comparado com o campeão brasileiro.
Mas o Palmeiras sofreu para arrancar um empatezinho. Entra ano e sai ano, a gente vê dirigentes e jogadores brasileiros falarem em “espírito de Libertadores”. A tradução literal para isso – na concepção dessas pessoas – é sair dando porrada a torto e a direito.
Foi o que fez o zagueiro Vitor Hugo, expulso aos 20 minutos de jogo. Prejudicou o time? Sim, mas não justifica uma equipe caríssima e valorizada como o Palmeiras ficar fazendo cera no final para garantir o resultado contra um timeco.
Vamos combinar o seguinte: espírito de Libertadores é simplesmente jogar bola. Como fez o Flamengo, que deu uma surra no time do Papa Francisco, sem dó, nem piedade.

4 Comentarios

  1. Foi fora de casa e com um a menos, isso não conta?

  2. A mídia brasileira é muito arrogante, os times brasileiros são tão bons que quase sempre pipocam na Libertadores.

    • Não é questão de ser melhor ou pior, é questão de ter mais investimento e tradição. Isso não é suficiente pra ganhar jogo, mas é natural se cobrar mais de times que podem entregar mais. Não sei você, mas eu prefiro mil vezes que o Santos seja eliminado por um rival, que perder pra um time mais modesto.

  3. Marcondes Brito vc eh “urubu” soh pode…Concordo que o Palmeiras deveria ter ganhado o jogo , mas nao compare com o Flamengo !!! Pare de ser “tendencioso”.

    Se for pra comparar, fale da Chapecoense que ganhou fora….

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare