Num momento em que o Brasil inteiro respira e transpira política, muito gente ainda teve disposição para lotar os principais estádios do País, e acompanhar a 28ª rodada do Brasileirão.
E todo esse contingente de torcedores, seja de qual for a região, está percebendo que o campeonato agora tem um líder “de responsa”. O Palmeiras mostrou, diante de um rival direto, que não está para brincadeira.
Consolidou a sua liderança com uma vitória contundente sobre o São Paulo e parece embalado neste momento. Vai ser difícil interromper essa trajetória.
Basta ver o seu retrospecto recente. O Palmeiras ganhou de todos os adversários que estão no G-8. Os outros, ao contrário, andaram vacilando contra equipes que trafegam pena zona do rebaixamento. Essa é a diferença básica entre um time que quer ser campeão e outro que apenas sonha com o título.
Lógico que ainda tem muito chão pela frente. Na próxima rodada, por exemplo, Palmeiras e São Paulo enfrentarão no domingo rivais gaúchos que também estão na luta pelo pódio:  o Verdão recebe o Grêmio no Pacaembu, e o Tricolor pega o Inter no Beira-Rio.
Vai pegar fogo!

13 Comentarios

  1. Se o Porqueiras passar pelo Gaymio – que vacilou, ontem – o Campeonato acaba no domingo, Será o 6º Brasileirão dos porqueirenses…

    • Realmente poderá ser o 6° título do Palmeiras, pois a CBF “doou” títulos inexistente para eles sem conquista-los por pura politicagem. Assim como “doou” um título inexistente para o Sport por pura politicagem também, mesmo este não tido enfrentado nenhum grande time em 1987. Ou seja, você também sabe que nem tudo que é legal é moral, fico feliz por compartilhar da minha visão.
      Os demais cariocas, os 4 grandes de SP, os 2 de Minas, os 2 do RS e o Bahia reconheceram o Flamengo como campeão daquele ano, assim como o Internacional como o vice. Não há justiça comum que retire aquilo que foi conquistado nos campos!

      • Matheus, fale por você! Acredito que o título do Ixpóti é legítimo, pois havia um compromisso de Eu-rico Miranda, como representante do Clube dos Treze, em confirmar o título num confronto com o vencedor e vice do denominado Módulo Amarelo, enquanto o Torneio com os principais clubes do Brasil ficou conhecido como Módulo Verde. Terminados os Módulos, Ixpóti e Guarani, por um lado, e Meiguinho e Entregacional, de outro, deveriam cumprir o avençado e disputar o quadrangular final. Porém, gaúchos e cariocas se recusaram, e, portanto, os mulambos venceram o Módulo Verde, apenas, juridicamente falando, mas não o Brasileiro, que ficou com os pernambucanos, que venceram o time de Campinas. O combinado não sai caro. Já a chamada “Unificação de Títulos” foi uma fraude conduzida pelo torcedor e jornalista prantista, Odioso (Odir) Cunha, para reconhecer como nacionais Torneios meramente regionais…

        • É incrível pensar que um jornalista de visibilidade e credibilidade bem questionáveis tenha tido tamanha influência. Quando um não quer, dois não brigam.

          • Foi um ato político. Quem iria reclamar? É como o Intercontinental, se a FIFA um dia reconhecer como Mundial (não tenho certeza se já não o fizeram), não haverá senões. Mas todos continuaremos sabendo o que representavam, à época…

  2. Palmeiras x Flamengo no 1° turno terminou em 1 a 1. Portanto, eles não venceram todos times do G8, Sr. Marcondes.
    No returno será no Rio e dificilmente ganharão da gente também!

  3. Impressionante o desempenho da Porcada. Liderar o BR e estar numa semifinal de LA não é pouca coisa.

  4. O Sport foi Campeão sobre o Flamengo N vezes, no campo, w x O, flamingo se recusou a jogar, perdeu na primeira e segunda instancias da Justiça e duas vezes no Supremo Tribunal Federal. Perdeu, perdeu, perdeu e perdeu, ainda continuam cholando? Parecem os diretores do Palmeiras que não aceitaram perder o Paulista dentro de Casa para o Campeão dos Campeões?

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare