No blog do Jorge Nicola (Yahoo) – O Flamengo teve com folga a maior média de público do Brasileirão, com 47.140 pagantes por jogo. Graças aos quase 900 mil torcedores que compraram ingresso nas 19 partidas do Rubro-Negro como mandante, a receita bruta com bilheteria em 19 rodadas foi de R$ 25,3 milhões. Porém, como em um passe de mágica, exatos R$ 21,6 milhões evaporaram e o Fla ficou com apenas R$ 3,7 milhões.
Ou seja, o clube mais popular do país teve direito a pouco menos de 15% do bolo de dinheiro que gerou com a enorme presença de público no Maracanã. Resultado: o Flamengo teve apenas o 7º maior faturamento com sua torcida no campeonato, bem atrás do Palmeiras (com R$ 21,2 milhões), São Paulo (R$ 16,5 milhões) e Corinthians (R$ 16 milhões), conforme mostram os números no fim da matéria.
A perda dos R$ 21,6 milhões é causada por uma série de descontos em cima do borderô das partidas no estádio. A Ferj (Federação do Estado do Rio de Janeiro), por exemplo, morde quase 5% da receita de cada jogo e ficou com mais de R$ 1,2 milhão ao longo do Brasileirão.
O aluguel do Maracanã representou um desfalque ainda maior. No jogo contra o Palmeiras, cuja renda bruta foi de R$ 1,4 milhão (graças a 65.102 torcedores), o Fla teve de pagar quase R$ 218 mil ao consórcio que administra a arena, equivalente a 15% da bilheteria total. Na mesma partida, que terminou empatada em 1 a 1, o clube ainda desembolsou incríveis R$ 447 mil com custos operacionais e R$ 150 mil com contas de consumo.
RECEITA LÍQUIDA COM BILHETERIA NO BRASILEIRÃO:
1º Palmeiras: R$ 21,2 milhões
2º São Paulo: R$ 16,5 milhões
3º Corinthians: R$ 16 milhões
4º Grêmio: R$ 11,6 milhões
5º Internacional: R$ 11,1 milhões
6º Ceará: R$ 5 milhões
7º Flamengo: R$ 3,7 milhões
8º Atlético-MG: R$ 3,6 milhões
9º Chapecoense: R$ 3,14 milhões
10º Bahia: R$ 3,11 milhões
11º Cruzeiro: R$ 2,4 milhões
12º Paraná: R$ 2,3 milhões
13º Sport: R$ 1,9 milhões
14º Santos: R$ 1 milhão
15º Atlético-PR: R$ 940 mil
16º Vasco: R$ 921 mil
17º Vitória: R$ 518 mil
18º América-MG: -R$ 1 milhão
19º Fluminense: -R$ 3,1 milhões
20º Botafogo: -R$ 3,2 milhões

4 Comentarios

  1. É impressionante como tem gestores no país que conseguem dar prejuizo até na Petrobras, quanto mais no Esporte. Os Clubes não ganham nas vendas dos atletas formados com dinheiro dos clubes, não ganham com bilheterias, não ganham com os Sócios Torcedores, mas em torno do Futebol gira uma mina de diamante, afinal quem ganha essa dinheirama?Acho que é extremammente necessário um Lava Jato em todas as instituições do Brasil, mais um nicho para o Ministerio da Justiça e da Segurança Pública trabalhar.

    • Não seria má ideia. Uma devassa completa nas contas de todas as Federações e da CBF. Já quanto aos clubes, acho que falta interesse e competência, pois isso iria contrariar interesses políticos e se trata de entidades privadas…

  2. A Porcada está em céu de brigadeiro.

  3. Tíquete médio baixo, dos bambis e do Meiguinho…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare