A grande quantidade de papéis picados lançada no gramado da Arena e que atrasou o início do clássico entre Corinthians e Santos em dez minutos tem uma explicação, informa Samir Carvalho, no ‘UOL De Primeira’. Os papéis haviam sido preparados para a comemoração do título da Copa do Brasil, diante do Cruzeiro, no ano passado. Como o feito não ocorreu, o clube paulista resolveu soltar agora devido ao bom retrospecto do Timão em clássicos recentes.

No entanto, profissionais do clube não contavam que a forte ventania (que mais tarde causaria estragos em São Paulo) desviasse os papéis diretamente para o campo, prejudicando a visibilidade das marcações e gerando tanta polêmica – sendo inclusive alvo de relato do árbitro na súmula do duelo. Houve todo um aparato para o lançamento. O Corinthians contratou uma equipe de rapel que desceu de uma altura de cerca de 70 metros. Tudo contou com a liberação dos bombeiros

2 Comentarios

  1. Por que não soltaram pro Cruzeiro mesmo assim, ué?

  2. Na LA de 2008 Chico Lang, no Gazeta Esportiva, zuou o fato do papel picado soltado na festa da LA ter as cores do Fluminense, o que era uma prova de que eles estavam certos da conquista do título. 😅😅

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare