A mídia esportiva de Assunção amanheceu eufórica com o triunfo “del Índio”, como eles costumam tratar o Guarani.
Apesar da derrota em São Paulo, eliminar o Corinthians pela segunda vez numa Libertadores é uma façanha que pode ser medida nesse detalhe lembrado pelo jornal ABC Color:
“El presupuesto anual del Corintians puede financiar a 170 ‘clubes Guaraní’. Alcanza a 598 milones de dólares, según la revista Forbes. “

4 Comentarios

  1. Essas comparaçoes de orçamento de clubes, só serve pra encher o saco. Se isso valesse alguma coisa, munca teríamos zebra no futebol. O que vale é a competência do time, naquilo que se propõe a fazer na partida.

  2. É preciso falar da arbitragem que foi um desastre no jogo. Muito rigoroso com os jogadores do Corinthians, com 15 minutos três amarelos, e ainda por cima no gol de falta deles, a falta nem aconteceu. Claro que arbitragem não é a única culpada, e nem gosto de comentar sobre isso, mas é preciso dizer. O que mais me espanta é que esse árbitro apitou a final da última Copa.

  3. Eu acho que quem tem mais tradição e dinheiro tem maior responsabilidade. A derrota fica mais feia, sim. Mas no futebol, o imponderável acontece. Por isso é tão apaixonante.

    • O Corinthians perdeu para a Comebol que colocou um árbitro venezuelano, ruim que dói, deixou os jogadores do Guarani baterem a vontade , no gol deles houve uma falta absurda no Boseli, aqui colocaram um árbitro com problemas físicos que acompanahava as jogadas de longe e cometeu dois erros no Gol do Guarani, falta absurda em Boseli no meio de campo e falta inexistente a favor dos paraguaios.Futebol não se ganha só em campo, pelo menis na América Latrina.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare