4 Comentarios

  1. E o Trump, hein!? Tô começando a achar que não terminará o mandato. Quando a gente pense que a democracia é um regime político que se aprimora continuamente, vemos casos como esse, uma verdadeira aberração moral, à frente da maior democracia do mundo. Há algo errado com o sistema representativo. E, por aqui, não estamos na frente…

    • Mas lá a democracia não é “plena”, se fosse, ele teria perdido já que pelo voto popular ficou atrás de Hilary. O sistema diferenciado de votação que o ajudou. Também não acho que ele completa, mas tenho a impressão que será mais por conta própria que por um impeachment. Ele parece incomodado com a rotina de presidente, com tantas obrigações, protocolos, e responsabilidades. Suspeito que seu maior objetivo era mostrar que conseguiria chegar lá, depois que isso se concretizou o “jogo” não parece tão interessante, perdeu a graça. E ele se limita a ficar criando atritos diplomáticos, medindo forças, nem que seja só pelo twitter, mas sem noção alguma do que isso pode provocar. Nem o tal muro parece que saiu do papel. Penso que além dos americanos o elegerem por ser um empresário de sucesso, longe do mundo político, um sangue novo, portanto, houve certa frustração com Obama, que era meio “bundão”. Queriam alguém que pensasse antes de mais nada na América, e esse foi o seu mote, só que talvez não esperassem que ele fosse tão afrontoso e irresponsável, e o tiro pode estar saindo pela culatra. Uma coisa é um líder firme, corajoso, que sabe se impor, outra coisa é isso que estamos vendo com Trump, uma criança mimada como já o chamaram.

      • O pior é que mesmo a suposta capacidade empresarial já foi colocada em xeque. Eu acho que esse cara é uma farsa completa. Mas, antes de sair, vai tentar engrossar sua fortuna com algum trambique legal ou investimento governamental direcionado ao seu próprio benefício…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare