Tudo é festa para a torcida do Flamengo neste final de temporada. O time deve ser campeão brasileiro, e vai disputar a final da Copa Libertadores, dia 23, contra o River Plate.
E, em clima de festa, tudo aparentemente pode ser permitido e/ou consentido, como o gesto de “degola” que alguns jogadores usam para festejar os gols do rubro-negro. A torcida vai ao delírio.
Até as crianças são incentivadas a imitar o tal gesto de “degola”, que, a rigor, não deixa de ser uma incitação à violência. Para a maioria, é algo muito engraçado e bem humorado. “Faz parte do futebol”, dizem.
Mas significado dos gestos pode mudar em diferentes culturas, podendo ser uma simples brincadeira ou conotar ameaça/agressão, ensejando reações sociais de desagrado e até mesmo imputação criminal.
Recordem-se, por exemplo, que o próprio Flamengo já foi punido pela Conmebol, em 2018, por causa de atitudes agressivas dos seus torcedores, num jogo com o Independiente, pela Libertadores. O clube teve de fazer dois jogos com os portões fechados na mesma competição, além de pagar uma multa de 300 mil dólares (R$ 1,2 milhão, aproximadamente).

LEMBRA A “ARMINHA” DOS BOLSONARISTAS

Durante a campanha eleitoral, o então candidato Jair Bolsonaro apareceu em público aparentemente estimulando o uso de armas por crianças, fato de incontestável infringência ao Estatuto da Criança e do Adolescente.
Nos EUA, por exemplo, o gesto com as mãos fazendo arma conota ameaça, e a depender da circunstância, poderá inscrever-se em algum dispositivo previsto nos regimentos penais.
O gesto que estimula “degola” nunca deveria ser estimulado, especialmente às crianças.

4 Comentarios

  1. Matheus - Rumo ao BI da Libertadores e HEPTA do Brasileirão 🔴⚫ - Deixe seu Comentário

    Nossa. Eu achei nada a ver essa comparação. É uma brincadeira simples que não tem a intenção de agredir ou ofender ninguém. E que começou com o Henrique Dourado, o Ceifador. Ele fazia isso desde que jogava no Palmeiras.
    Às vezes, tenho a impressão que o Marcondes quer associar o bolsonarismo ao flamenguismo. Apesar de ambos terem o fanatismo como a principal característica, são vertentes completamente diferentes…

    • Matheus - Rumo ao BI da Libertadores e HEPTA do Brasileirão 🔴⚫ - Deixe seu Comentário

      Não é um simples gesto que vai incitar ou aumentar a violência. Todos nós sabemos que a resposta disso está na desigualdade social e nas deficiências educacionais do nosso País.

  2. Nenhum gesto ou armas de brinquedos, espadas ou revolvinho ou mesmo desigualdade social cria o mau caráter de um cidadão , quando criança morávamos 6 pessoas em um comodo , uma cozinha e banheiro de tábua em cima de uma fossa atrás da casa , semasfalto, sem agua encanda e nem enerhia elétrica, e nem por isso nós e os nosdos vizinhos éramos delinquentes.A delinquência vem de familias desestruturadas ou de país que cometem delinquência ou dá maus exemplos para os filhos.Pobreza nunca foi motivo para delinquir, aliás, no Brasil há muita “gente” fina mau carateres surrupiando verbas dos brasileiros pobres e pagadores de altos impostos.

  3. A diferença é que a expressão do Flamengo é no sentido figurado. Uma expressão comum do futebol. A arminha é apologia ao uso de armas, que nem todo mundo é a favor. Um tema polêmico.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare