1 Comentário

  1. Ué, mas a Argentina das “Reformas” e do liberalismo pós-Kirchner não era a queridinha dos comentaristas econômicos brasileiros. Nada como um dia após o outro…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare