A suspensão de Paolo Guerrero pela Fifa causou enorme polêmica nos quatro cantos do mundo, principalmente para os torcedores do Flamengo e da seleção do Peru.
O jogador garante que não usou drogas e é inocente. Gravou uma mensagem emocionada, acusando seus acusadores. É impossível imaginar que o  Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) tenha simplesmente inventado provas para incrimina-lo.
Guerrero usa a mesma tática adotada pelo ex-presidente Lula, que foi condenado a 12 anos de prisão e começou a cumprir pena em Curitiba.
Lula jura de pés juntos que é inocente. Diz que não praticou os crimes de lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio. Militantes petistas também não têm dúvida da sua inocência. Institutos de pesquisa já identificaram no entanto que a maioria da população brasileira acha a prisão justa e quer que o ex-presidente permaneça enjaulado.
O que está acontecendo com o mundo? Será que existe uma conspiração universal para acusar e punir pessoas inocentes, seja no futebol ou na política? Ou tudo isso não passa de ‘mimimi’ de condenados?
Neste vídeo curto que editei, veja as explicações dos dois acusados.
Se for verdade que Guerrero e Lula são realmente vítimas dessa conspiração, seria o caso de soltar aquela máxima de Raul Seixas:
“Parem o mundo que eu quero descer!”
Captura de Tela 2018-05-15 às 19.07.11
Captura de Tela 2018-05-15 às 19.04.21

3 Comentarios

  1. Ele deve estar arrependido até a morte. Perdeu a oportunidade de disputar a Copa e nem vai ter outra chance.

  2. Tenho dúvidas se ainda não darão um jeito dele jogar a Copa. Um efeito suspensivo, de repente…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare