Captura de Tela 2018-04-17 às 17.14.28

No site ‘Meu Timão’- Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez atacou publicamente o presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, nesta terça-feira, após votação que elegeu Rogério Caboclo mandatário máximo da CBF. De acordo com o dirigente do Timão, Bandeira tentou contratar não só o técnico Fábio Carille como o meia Rodriguinho nas últimas semanas.

Andrés disse que, embora Corinthians e Flamengo tenham se posicionado de forma contrária à eleição de Caboclo (entenda mais abaixo), isso não significa que os clubes mantenham bom relacionamento. O cartola alvinegro ainda assegurou que não perderá nem Carille nem Rodriguinho para a equipe da Gávea.

“Não votamos no Caboclo, mas não estamos juntos. Eu venho aqui, me posiciono, cadê ele (Bandeira de Mello)? Deve estar lá sondando o Rodriguinho, querendo o Carille. Isso que ele fez”, questionou Andrés Sanchez em declaração repercutida pelo portal Uol, presente no evento.

Ainda segundo Sanchez, a diretoria do Flamengo acenou a Carille proposta salarial em torno de R$ 1 milhão. O treinador atual campeão brasileiro e bicampeão paulista, porém, permanecerá no Timão.

“Ofereceu R$ 1 milhão por mês para levar o Carille. Não vai levar. Tentou tirar o Rodriguinho. Não vai tirar. Dou 50% de desconto na multa do Rodriguinho e garanto que ele não leva. Gestão de nada. Ele vai sair e a conta vai chegar pro Flamengo”, bradou Andrés.

Mais cedo, Caboclo, atual diretor-executivo da Confederação Brasileira de Futebol, foi eleito o 20º presidente da história da entidade. Ele fora escolhido por Marco Polo Del Nero e comandará a CBF de abril de 2019 a abril de 2023.

Tal eleição ganhou ares de polêmica, já que Rogério “concorreu” como candidato único. Dos 40 clubes das Séries A e B, somente Atlético-PR, Corinthians e Flamengo não endossaram a candidatura do diretor-executivo.

BANDEIRA RESPONDE

Eduardo Bandeira de Mello negou as ofertas aos profissionais do Corinthians:

– É um absoluto disparate. Nunca foi feito nenhum tipo de proposta nem pelo Carille nem pelo Rodriguinho, ainda mais nesses valores. Tem alguém enganando alguém.

O dirigente também explicou a ausência na eleição da CBF.

– O Flamengo mandou representante com procuração e se absteve pelos motivos que todos sabem. Nada contra o Caboclo, mas o Flamengo discorda do sistema pela forma que acontece. Hoje, com 20 federações, você faz o presidente da CBF.

5 Comentarios

  1. E claro que houve assédio. Esse Bandeira até que começou bem, mas termina sua gestão sem ganhar nada de importante e ainda com o capital político bastante avariado, junto à imprensa e opinião pública. Aliás, não foi a mesma imprensa que o incensou?

  2. O timeco do Flamengo não pode ver uma vergonha que querem ir lá passar. Vão atrás de jogadores que claramente vão dizer não. E esse Rodriguinho, até dias atrás, era chamado de fominha. Acho ele meio maleta.

  3. Gestão no Rio?Nada é por acaso a situação do Estado e dos clubes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare