Três respostas de Rodrygo na entrevista publicada hoje na Folha de S.Paulo: 
 
O garoto Rodrygo com seu ídolo
O Neymar é o seu maior ídolo, certo? O que achou da Copa dele? Ele foi muito questionado por sua postura e rendimento na Rússia.
A lesão [que sofreu em fevereiro] foi um fator decisivo. Um cara que estava há três meses parado ainda conseguir jogar tudo o que jogou? Era nítido que ele não estava 100% ainda, mas correu, se dedicou e foi decisivo nos jogos. Claro que existem críticas, até porque o Brasil não foi campeão, mas se o Neymar jogasse da forma como jogou e fosse campeão diriam que foi o melhor da Copa. Então não dá para entender muito as críticas. Acho que fez até demais.
Além das críticas, falou-se muito da postura de Neymar. Você passa por isso também. Acha que ele simula? O que pensa da fama de cai-cai?
Acho que é o jeito dele se defender e vejo muitos outros jogadores de outras seleções fazendo a mesma coisa, mas não tem uma repercussão como a dele. Vejo muitos jogadores de outras seleções se jogando, simulando faltas, mas quando se trata de um brasileiro criam uma dimensão desproporcional. É muito injusto o que falam.
Essa fama prejudica os brasileiros na Europa?
Acho que não, isso vem muito dos brasileiros também. Brasileiro puxa muito o saco de gringo. Tem muitos jogadores de outros países cavando faltas e ninguém fala nada. Quando o Neymar chorou em campo falaram que queria aparecer, que era chorão. Aí vi jogadores do Uruguai e outras seleções chorando e todos bateram palmas para eles. Então não dá para entender esse tipo de crítica.

5 Comentarios

  1. Concordo! Não só com jogadores. Brasileiros depreciam tudo que vêm daqui do país, e elogia o que vem de fora. Famoso complexo de vira-lata que tomou conta do país!

  2. Se ele não estava 100%, então, nem deveria ter ido. A mesma coisa aconteceu com Kaká em 2010. Diziam que ele tava bem e que iria ser o cara da Copa, depois descobriu-se que ele não estava recuperado da lesão no púbis. Mas é claro, Tite não sacaria Neymar. E uma coisa é fingir aqui acolá, mas Neymar faz isso com muita frequência, e nem sabe disfarçar, acaba prejudicando o time, pois mesmo que sofra a falta, sua fama é tão ruim, que não cola mais. E isso atrapalha os brasileiros lá fora, sim. já cansei de ver notícia de técnicos que não gostam de trabalhar com brasileiros por serem desleixados e descompromissados, isso por conta do comportamento de 1 ou 2 jogadores. Esse lance de cai-cai pode se tornar uma marca registrada de jogadores brasileiros.

  3. E claro que esse Rodrygo num vai falar nada de ruim de Neymar. É igual ao próprio Neymar que num diz um “A” de Robinho, pois é fã dele.

  4. Todos simulam, principalmente quando entram na área, so que nos fois primeitos jogos o Neymar estrapolou, foi um excesso de tombos acrobáticos. Nos dois jogos seguintes, caiu como os demais jogadores e não foi criticado.Está colhendo o que plantou jos prineiros jogos, nada é por acaso.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare