No Diário de Pernambuco – A história de Givanildo Oliveira no futebol pernambucano é gigante. Entre títulos como jogador e treinador, acumula 16 conquistas. Todos, por sinal, foram alcançadas com as camisas de Sport e Santa Cruz. São nove pelo Tricolor e outras sete pelo Rubro-negro. Além disso, também tem acessos à Série A do Brasileiro pelos dois times. Dessa maneira, o ex-volante foi homenageado com o troféu de seu nome no centenário do Clássico das Multidões. A definição do vencedor acontece no próximo dia 11 no último duelo da temporada entre os times. Mas, agora no comando do Náutico, Givanildo não definiu se marcará presença.
Antes de ser questionado sobre a sua aparição na definição do troféu, Givanildo Oliveira foi abordado sobre a sua longa história no futebol pernambucano, o treinador, então, brincou. “Já está me chamando de velho?”, disse, sorrindo.
Em seguida, Givanildo tratou com cautela a sua presença no confronto. “Eu ainda vou ver. Eu tenho essas coisinhas. Estou trabalhando no Náutico agora. Vou ver se cabe ou não cabe. Antes, eu estava em casa. Eu tenho amizade com pessoas da federação. Mas eu tenho que olhar com calma.”
Se depender da agenda, Givanildo Oliveira poderá estar na Ilha do Retiro no próximo domingo. Isso porque apenas no dia anterior, ele fará a estreia pelo Timbu diante do Bahia, na Arena de Pernambuco.
O Troféu Givanildo Oliveira está no seu último capítulo. Com os confrontos já disputados na temporada, a pontuação está igual, como nove para cada lado. Assim, quem vencer o próximo duelo, levantará o troféu.
20160905162722700547e

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare