No jornal Ás – O diretor de esportes de São Paulo, Raí, foi um dos grandes arquitetos da contratação de Daniel Alves para São Paulo. Depois de uma longa e bem-sucedida carreira na Europa, a equipe de São Paulo o convenceu a voltar ao Brasil, onde sua carreira presumivelmente terminará.
E ele fez isso oferecendo-lhe um contrato astronômico: cobra 4 milhões de euros por temporada, sendo o jogador de futebol mais bem pago da América do Sul. Seu salário gerou um rebuliço nos arredores de São Paulo e essa preocupação chegou ao vestiário, onde muitos jogadores não entenderam a operação e se perguntaram se seriam afetados economicamente por sua chegada.
Raí diz que ele teve que conversar com toda a equipe para explicar como o clube pagaria um salário tão alto.
“Sim, tivemos o cuidado de conversar com os jogadores. Tudo foi aceito e entendido , em parte porque explicamos que ele não pagaria apenas o clube . Antes de fechar sua assinatura e depois de fechar, eu disse a eles que sua situação não iria mudar “, diz o ex-jogador de futebol.
Dos 330.000 euros que Dani Alves cobra mensalmente, São Paulo paga pouco mais de 100.000. Raí explica que a partir de abril o clube começará a pagar os direitos de imagem semestralmente, um valor que não revela, mas espera pagar com a ajuda de empresas colaboradoras. O problema é que essas empresas não apareceram.

4 Comentarios

  1. Tirando o Fla e o Palmeiras – que possuem altas receitas e dividas equacionadas – nenhum outro clube brasileiro possui capacidade de pagar salários exorbitantes como o São Paulo está pagando ao Daniel Alves. Foi uma completa loucura essa contratação em todos os sentidos.

  2. E o pior é que ele não está fazendo por onde.

  3. Nem é tanto assim (o Oscar ganha 25 milhões de euros por temporada, na China). O problema é que o futebol dele não vale nem isso…

  4. Time nenhum do Brasil tem condições de pagar altos salários, digo alto salários, acima de 500 mil reais.Os que estão pagando atualmente, vai sofrer no futuro, isso é fato e transparente.O flamingo está surfando na gestão anterior que deixou o clube mais ou menos com as contas equacionadas, está passando por um momento que o Corinthians passou antes da Copa de 2014, quanto ao Palmeiras está surfando no dinheiro do patrocinador, isso aconteceu no tempo da Parmalat, é só o patrocinador sair que tudo fica como dantes no quartel de Abrantes.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare