unnamed (7)
Muito sinistro dar essa notícia. Um grupo de quase cem torcedores invadiu o CT da Barra Funda para protestar contra os maus resultados do São Paulo, que venceu apenas dois dos últimos dez jogos. Alguns atletas chegaram mesmo a ser agredidos pelos invasores.
O protesto teve início por volta das 10h, quando os são-paulinos se reuniram em frente ao CT. Até então, a situação ainda era controlada. Quase uma hora mais tarde no entanto, alguns deles conseguiram entrar no local, onde o elenco treinava. Os maiores alvos dos torcedores foram os meio-campistas Wesley, Michel Bastos e Carlinhos, que teriam, inclusive, sido agredidos. Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, presidente do clube, e Gustavo Vieira de Oliveira, diretor executivo, também foram muito criticados. Houve muitas ameaças aos membros do time.
“Se cair para a Segundona, vocês estão f…”. 
O técnico Ricardo Gomes foi poupado das cobranças, e Lugano exaltado e até tietado. A invasão acabou por volta do meio-dia e, além de todo o transtorno para os atletas, teve como resultado alguns itens, como camisas de treino e bolas, roubados pelos torcedores.
Semanas atrás, você se lembra, o volante Elias reclamou do comportamento da torcida do Corinthians. Disse que eles estavam parecendo com os sãopaulinos. Muitos tricolores não gostaram, mas o fato é que esse episódio covarde de hoje mostra que – apesar dos maus resultados – nada justifica a agressividade e a violência desses vândalos.

1 Comentário

  1. O absurdo maior é eles terem conseguido entrar. Eu esperava isso de um time de várzea. Mas do Timeco do Morumbi que se acha o “diferentão”, eu não esperava.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare