Quando o Palmeiras entrar em campo hoje para enfrentar o Atlético Tucumán, pela Libertadores, a sua camisa unnamedestampará uma estrela vermelha acima do “P”, no lado esquerdo, numa homenagem à  conquista da Copa Rio 1951.
A estrela na camisa como homenagem ao histórico título já era prevista no estatuto do Palmeiras. A ideia de efetivamente incluir a peça no uniforme foi apresentada em reunião do Conselho Deliberativo na noite desta terça-feira e aplaudida de pé pelos participantes.
Mas, além da eterna discussão sobre se essa conquista valeu como título mundial, o que movimentou a torcida de ontem pra hoje foi a tal estrela no peito. Imediatamente após o anúncio da novidade na camisa, os próprios palmeirenses questionaram a cor da estrela e repudiaram qualquer alusão ao Partido dos Trabalhadores, enrolado até o pescoço em escândalos de corrupção.
É, não foi uma boa idéia não.

6 Comentarios

  1. 51 é cachaça! O Palmeiras que não tem Mundial agora leva o PT no peito. Parabéns! 🙂

  2. Quando li o título do post imaginei que eles estavam repudiando porque isso ia dar mais motivo pros rivais o zoarem, em se gabar de um título que ninguém reconhece, mas a questão é a política? kkkkkk

  3. Palmeiras não tem Mundial!

  4. Sera q perguntaram p Belluzzo?ele fez a mais brilhante defesa pro Dilma dando aula juridica economica na ocasiao.pior seria exibir um simbolo de outro partido atolado na corrupcao.as provas remetem p fato de o PT esta mais pra vitima q reu.

  5. @fifaworldcup: “Green is the colour of envy. ‘The Big Green’ were the envy of the wide world #OnThisDay 65 years ago. A Liminha-inspired @sepalmeiras edged @juventus team to become the sport’s First Intercontinental World Club Champions. 100,000 watched that at the Maracanã. One million flooded the streets of São Paulo to welcome their heroes home.”

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare