Captura de Tela 2018-05-18 às 06.01.41
O Deportivo Lara é um timeco, nível série C ou D em nosso País. Mas o Corinthians não tem nada com isso. Enfiou um 7×2 que é um placar que não acontece todo dia.
Para que você tenha uma idéia, a última vez que o Corinthians marcou sete gols em um jogo foi em 2005, contra o Santos, pelo Brasileirão (7×1), quando contava com Tevez e Jô no seu ataque.
O importante foi garantir a classificação antecipada . A última rodada do Grupo 7 será na próxima semana, e o Corinthians recebe o Millonarios, enquanto o Independente pega em casa  o Lara em Avellaneda.
Ah, antes que eu esqueça, esse timeco do Deportivo Lara, apesar de todas as suas limitações, ganhou do Independente por 1×0 na segunda rodada.
Classificado para as oitavas da Libertadores e na co-liderança do Brasileirão, com 10 pontos, o Corinthians só tem problemas fora de campo. O maior deles é a possibilidade de perder Fábio Carille.
Isso, sim, é preocupante.

21 Comentarios

  1. Por incrível que pareça, o jogo até ficou em segundo plano, com essa notícia sobre o Carille. Tem muita informação desencontrada. Nunca vi um jogo tão fácil assim de libertadores fora de casa. Até o Junior Dutra fez dois gols, de tão fácil que tava.

  2. O problema não é só ele sair, e sim levar mais gente com ele. Tenho receio de toda comissão técnica ir junto. Aí pode esquecer esse ano, já era.

  3. Se essa proposta chegar mesmo, essa diretoria ridícula do Corinthians, não vai nem tentar conversar com ele. Infelizmente!

    • Diante do desastre iminente, o Sanchez ainda vem falar que “ninguém é maior que o Corinthians”. Sujeitinho desprezível, deixou o Clube nessa pindaíba e agora quer dar uma de Pilatos?

      • É burro, acha que colocar qualquer um lá o time vai continuar do mesmo jeito. O Cristóvão Borges, foi indicação dele. A vaidade do Andrés vai f**** o Corinthians.

        • Acabei de ver no GE:

          “Há problemas de relacionamento entre Carille e o presidente Andrés Sanchez?

          O relacionamento do técnico era muito melhor com o presidente anterior, Roberto de Andrade, responsável por sua efetivação. Com diálogo mais aberto, Andrade nunca tomava decisões sem debater o assunto com todo o departamento de futebol. Eleito em fevereiro, Andrés, por ser mais centralizador, tomou muitas decisões a contragosto de Carille – inclusive algumas contratações. As duas partes se respeitam, mas a relação está, sim, um pouco desgastada.”

          Ou seja, se o Carille sair, terá a digital do Andrés nessa.

          Lamentável!

          Pô, dá um pequeno reajuste a ele! Reconheça o trabalho de qualidade! Não acharemos técnico como ele por 300 mil. Oferece 500, se ele não aceitar, paciência! Mas tenta pelo menos, caramba!

          • Se caso ele sair. E o rendimento do time cair. A má gestão, vira toda a tona, os bons resultados serve de escudo.

    • Acho que ele sentiu a cobrança da torcida e pense que se fracassar nesse ano vai ser demitido. Logo, quer se garantir com essa proposta.

      • Cobrança da torcida? Faz tempo que o Carille está em lua de mel com os torcedores! O problema é o Andrés sujeito muito vaidoso, Carille se senti desvalorizado, e olha que ele tá salvando a pele do Andrés.

        • Desvalorizado como? Salário? Você acha que se ele aceitar sair vai ser por isso? Se ele quiser ficar, pode vir o dinheiro que for. E já vi muita gente criticando Carille, sim. Num sei que lua de mel é essa que você fala.

          • Apareceram outras propostas, e foram prontamente recusadas, pelo próprio Carille. O que se espera de uma diretoria de clube, quando isso acontece? Oferecer um aumento de salário, pra valorizar o profissional. Quem crítica são os burros, que não entende nada de futebol, só porque perde um jogo, acham que vão ganhar de todo mundo? Ele é campeão BR, bi campeão Paulista, com um elenco mais ou menos, perdendo o melhor jogador do time Jô, sem reposição. Tem que ser muito idiota mais muito idiota mesmo pra criticar o trabalho de Carille.

          • Exato, Vágner! Pequenos deslizes todos cometem, mas é preciso ser muito ingrato – ou ignorante – para querer a saída do Carille. O Loss até é uma possibilidade, é promissor, mas vale a pena trocar o certo pelo duvidoso, se não for indispensável?

  4. Até quando o Corinthians vai permitir esses desmanches. É Mano, é Tite, e, agora, Carille, que sai e leva a comissão técnica inteira? Tem que fazer contrato com esses integrantes (preparador de goleiros, preparador físico, fisioterapeuta, geente de futebol, etc) por prazo determinado e fixar multa. O treinador, tudo bem, pode sair, mas funcionários que deveriam ser permanentes? Tá osso osso isso aí e dá muita raiva…bando de incompetentes na direção do Clube!

  5. Com a disponibilidade de mais vagas, o nível da Libertadores tá caindo. Eu acho que isso é um fato.

  6. Marcondes, prá que lembrar disso, a Alinie vai cholar rs…

  7. Paulo, vai continuar esse desmanche até que os Clubes do Brasil puderem pagar os mesmos valores.Antigamente os times grandes da Capital iam nos Clubes do interior buscar os craques, não tinha como os times do interior seguraremmos grandes jogadores, hoje o Brasil virou o interior fos Europeus, Asiaticos e Árabes, o que manda é o poder econômico. Portanto o Cornthians não tem o que fazer, no máximo pode remediar fazendo bons contratos amarrando a multa fontratual5para receber mais.

    • Compreendo, Adílio, que venhamos a perder nossos melhores valores. Até coloco a venda de jogadores como indispensável, para equilibrar o caixa. Mas entregamos em troca de bananas, e, na minha opinião, isso não é por acaso. Há interesses que mantêm essa roda da fortuna, no PSJ…

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare