André Jardine, o técnico da seleção Olímpica, foi cirúrgico na sua lista para os Jogos de Tóquio. Além de contar com um elenco de muita qualidade entre aqueles com idade apropriada, chamou o ótimo goleiro Santos (Athletico), o seguro zagueiro Diego Carlos (Sevilla) e o super-experiente Daniel Alves (São Paulo) para ser o líder dentro e fora de campo.

Dani Alves, se não estivesse em fase de recuperação de uma lesão, estaria na seleção principal. Ainda é o melhor lateral direito do Brasil e talvez do mundo, apesar dos seus 38 anos.

E como é um viciado em ganhar títulos, vai que …

André Jardine

GOLEIROS

  • Santos (Athletico-PR)
  • Brenno (Grêmio)

LATERAIS

  • Daniel Alves (São Paulo)
  • Gabriel Menino (Palmeiras)
  • Guilherme Arana (Atlético-MG)

ZAGUEIROS

  • Gabriel Magalhães (Arsenal)
  • Nino (Fluminense)
  • Diego Carlos (Sevilla)

MEIAS

  • Douglas Luiz (Aston Villa)
  • Bruno Guimarães (Lyon)
  • Gerson (Flamengo)
  • Claudinho (Red Bull Bragantino)
  • Matheus Henrique (Grêmio)

ATACANTES

  • Matheus Cunha (Hertha Berlim)
  • Malcom (Zenit)
  • Antony (Ajax)
  • Paulinho (Bayer Leverkusen)
  • Pedro (Flamengo)

4 Comentarios

  1. Seleção olímpica foi prêmio de consolação pra ele, então.

  2. Contar com um veterano Master para ganhar uma Olimpiada é a prova viva que o futebol do Brasil está no fundo do poço.

  3. Concordo com sua opinião, mesmo assim, eu,não o levaria.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare