Nem parecia o Flamengo, a começar pela camisa que não tinha nem um mísero traço rubro-negro.
O Bahia, que nada tem a ver com isso, massacrou o time de Jorge Jesus sem piedade. Gilberto inspirado e  goleiro Diego Alves no melhor estilo “Muralha” facilitou as coisas. O Bahia poderia ter feito quatro ou cinco.
Filipe Luis fez uma estréia pífia. Pelo lado esquerdo estava fácil de entrar. Dois gols surgiram por ali. Jesus acabou tirando o lateral titular da seleção no segundo tempo.
Achei curioso, muito curioso mesmo, o fato de o Flamengo ter grandes patrocinadores em sua camisa, mas isso não ganha jogo, não significa nada. O Bahia e patrocinado pelo ’Tio Neco”, uma empresa regional de cestas básicas, forte em distribuição de comidas típicas, como tapioca e rapadura.
Jorge Jesus, aliás,  acabou descobrindo no Nordeste que “rapadura é doce, mas não é mole, não”.
Foi uma espécie de “vingança dos paraíba”, só pra lembrar que o Flamengo é um dos times preferidos de Bolsonaro. E o Bahia… ah, deixa isso pra lá.

7 Comentarios

  1. A vingança de que? Marcondes, quem atacou o povo do Nordeste não foi o Flamengo não. Além disso, a maior torcida do Fla está no Nordeste. Esse título, assim o seu texto estão totalmente fora de contexto. O Flamengo não é o time do Presidente e é neutro na política.

    • Oxente, foi uma vingança saborosa. O Bozo torce pelo Flamengo e pelo Palmeiras. Essa lapada foi pra ele e para os deslumbrados flamenguistas, sim senhor. Inclusive você, seu cabra!

      • E baseado no que você acredita que ele é flamenguista? Por causa daquele jogo que ele compareceu no Mané Garrincha? Ele não foi lá torcer para o Flamengo. Ele foi lá tentar usar o Flamengo para limpar a imagem do Ministro da Justiça.
        Se você fazer uma pesquisa rápida, verás foto desse senhor com camisas de vários times! Porém, ele mesmo já declarou diversas vezes que é palmeirense em SP e botafoguense no RJ, minha cara. Aquele nunca foi flamenguista!

        • Além do Palmeiras, Bolsonaro já apareceu com a camisa dos quatro grandes times do Rio.

          Do Extra

          Destaque da comemoração do decacampeonato do Palmeiras no Brasileirão após a rodada do último domingo, o presidente eleito Jair Bolsonaro já apareceu em público e nas redes sociais com a camisa de outros seis times brasileiros, quatro deles do Rio. Fazem parte da lista, além do alviverde paulista, o Botafogo (time carioca para o qual ele torce), o Flamengo, o Fluminense, o Vasco, o Grêmio e o Sampaio Corrêa (de São Luís do Maranhão).

          Apesar de já ter vestido os uniformes dos quatro grande times cariocas, o coração declaradamente botafoguense costuma prevalecer. Em uma coletiva de imprensa no início de novembro, por exemplo, Bolsonaro brincou com os jornalistas ao afirmar que o alvinegro não seria o campeão da segunda divisão em 2019 porque não seria rebaixado este ano (na ocasião, o time tinha cerca de 36,6% de chance de cair, o que não se confirmou — América-MG, Sport, Vitória e Paraná foram para a Série B).

          https://m.extra.globo.com/noticias/brasil/alem-do-palmeiras-bolsonaro-ja-apareceu-com-camisa-dos-quatro-grandes-times-do-rio-23278353.html

    • Acho que vai ficar no cheirinho, ai jisuis.

  2. É vergonhoso para o Flamengo ser goleado por qualquer equipe do Brasil.
    O time consegue ter uma maior posse de bola, um maior controle do jogo mas poucas vezes consegue transformar isso em gols. Impressionante!
    Além disso, lamentavelmente, existe um buraco na defesa (que não vem de hoje) que serve como um presente para os contra-ataques dos adversários.
    Se perder para o Grêmio no Maracanã no sábado a coisa vai começar a ficar feia para o JJ.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare