Técnicos da Anvisa interromperam há pouco a partida entre Brasil e Argentina porque, mesmo acionada, a Polícia Federal não agiu para manter em quarentena e ajudar na deportação dos jogadores argentinos. A informação é do site ‘O Bastidor’.

Ontem à noite, após se descobrir que quatro profissionais haviam mentido sobre a estadia no Reino Unido, a Federação Argentina de Futebol isolou os atletas no hotel em que eles estavam hospedados. Ignoraram a comunicação para que os jogadores que estiveram no Reino Unido não fossem ao estádio e programassem a saída do Brasil.

A PF permitiu que a delegação da Argentina deixasse o hotel rumo ao estádio. Também não agiu para evitar que eles saíssem do vestiário, onde também haviam se trancado.

Diante da inação da PF, a Anvisa não viu alternativa. Os técnicos receberam aval da cúpula da agência para exigir, em campo, a retirada dos jogadores – mesmo sem ajuda da PF, cujos agentes e delegados não quiseram barrar os jogadores antes do começo da partida.

2 Comentarios

  1. Que patifaria. Acho é que eles quiseram seus 15 minutos de fama. Todos errados na hostoria. E o Brasio dá mais um péssimo exemplo nessa pandemia.

  2. O Brasil de fato não é um país sério. A Polícia Federal não faz o básico e dane-se os patrocinados, os torcedores, divulgadores, emissoras de rádio e TV. O Brasil é um país que não deu certo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare