Alguns dias atrás, o presidente da Fifa  Gianni Infantino veio Brasil e foi taxativo sobre essa questão do Mundial de Clubes do Palmeiras:
“Já decidimos dar o título de campeão mundial a todos que ganharam a Copa entre Europa e América do Sul desde 1960. Já 1951 é um pouquinho mais para trás. Mas o Palmeiras pode ganhar o próximo Mundial de Clubes. Por que não?”
Ontem a polêmica foi reativada com uma declaração do ex-presidente da Fifa Joseph Blatter, numa entrevista ao UOL.
“Sim, nós concordamos em reconhecer o Palmeiras campeão mundial”.

Acontece que em outubro de 2017, a Fifa aprovou a proposta da Conmebol e reconheceu como campeões mundiais os clubes vencedores da Copa Intercontinental, o confronto entre europeus e sul-americanos que durou de 1960 até 2004. Assim, foram oficializados os títulos mundiais de quatro equipes brasileiras: Santos (1962 e 1963), Flamengo (1981), Grêmio (1983) e São Paulo (1992 e 1993). O título do Palmeiras, de 1951, ficou de fora.

Jornais da década de 1950 deram destaque à conquista, mas oficialmente a Fifa não reconhece como Mundial
Por conta desse devaneio de Joseph Blatter, separei aqui sete hipotéticas frases de ex-presidentes que poderiam refletir uma visão completamente desconectada com a realidade:
1 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que o Sport foi o campeão de 1987”, Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF.
 
2 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que o Palmeiras ganhou do Corinthians e conquistou o ‘Paulistinha’ de 2018”, Paulo Nobre, ex-presidente do Palmeiras.
 
3 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que o Flamengo foi campeão de 1987”, Marco Polo Del Nero, ex-presidente da CBF.
 
4 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que eu não roubei aquela medalha dos campeões da Copa SP de Juniores”, José Maria Marin, ex-presidente da CBF.
 
5 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que no meu governo o Brasil não poderia perder por 7×1. Aquele jogo foi anulado”, Dilma Rousseff, ex-presidente da República.
 
6 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que fui um vice-presidente 100% leal a Dilma”, Michel Temer,  ex-presidente da República.
 
7 – “Sim, nós concordamos em reconhecer que eu não sabia que a Odebrecht iria construir um estádio bem novinho e bem grande para o meu Corinthians”, Lula,  ex-presidente da República.

2 Comentarios

  1. É só entrar outro carniça lá que reconhecem…como fizeram com o Intercontinental e, por aqui, com o Robertão e a Taça Brasil…

  2. Eu não sei qual é a dificuldade de entenderem que não precisa todos os continentes participarem para ser considerado Mundial. Até porque, na época que o Santos participou o esporte não “existia” na África e Oceania.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare