O substitutivo do Projeto de Lei do deputado baiano Arthur Maia (DEM) deve ser votado a qualquer momento no Congresso Nacional, e visa adiar as dívidas dos clubes com o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (PROFUT), além de retirar direitos dos jogadores devido à pandemia.

Jogador que ganhar mais de 12 mil reais por mês poderá ter o contrato rescindido com apenas metade da multa a que teria direito na atual legislação. Isso é ilegal.
Walter Feldman, cartola da CBF, atua junto aos presidentes das federações estaduais, e dos clubes, para que pressionem os parlamentares de seus estados pedindo que votem a favor.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare