Na semana passada, o técnico do Defensa Y Justicia, Sebastián Beccacece, não apenas ficou inconformado com a derrota em casa para o Flamengo, como também resolveu alfinetar o campeão brasileiro:

 “O gol deles foi um feito de sorte. Fomos dominantes. Tivemos seis ou sete jogadas muito claras. Ganhamos no mano a mano. Estou orgulhoso dos jogadores por sua entrega. Mostramos fortaleza e dignidade”, disse o trenador do Justicia.

Hoje, depois de lavar um banho de bola, ele viu seu time fazer um dos gols mais acidentais de um jogo de futebol. Não sei se ele admitirá o golpe de sorte por não levar uma goleada bem maior.

A verdade é que o Flamengo repetiu o bom futebol do jogo em que massacrou o Bahia, pelo Brasileirão, no domingo. Poderia ter matado o adversário já no primeiro tempo. Destaque-se algumas atuações individuais, como Arrascaeta e principalmente Bruno Henrique. 

Meu Deus, que velocidade desse rapaz. Fico pensando porque um sujeito como Bruno Henrique não recebe mais oportunidades na seleção brasileira…

Pois bem, o Flamengo avança na Copa Libertadores, que está virando quase uma “Copa do Brasil” a partir das quartas. Se tudo der certo, dos 8 classificados, 6 poderão ser brasileiros. Além do Flamengo, já estão garantidos Atlético-MG, São Paulo e Palmeiras. O Fluminense e o Inter têm boas chances nesta quinta-fera.

.

JOGAR NA PARAÍBA É UMA OPÇÃO

O Flamengo espera agora o vencedor de Internacional e Olimpia-PAR para as quartas de final. E, neste sentido, está conversando com o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena, para jogar na capital paraibana.

Isso porque  as autoridades do Rio de Janeiro estão resistentes em acatar a realização de uma partida com público no Maracanã. A informação sobre a realização do jogo em João Pessoa também foi confirmada pelo secretário de esportes de João Pessoa, Caio Márcio.

1 Comentário

  1. Isso mostra que o futebol brasileiro ainda está muito a frente dos outros países da América do Sul. Pode começar uma boa sequência e diminuir em considerável diferença de títulos de LA para os argentinos, por exemplo.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare