Que grande vitória do Brasil sobre o Equador. Um resultado que nos coloca na zona de classificação das eliminatórias e, mais que isto, recupera o respeito dos adversários.
Desde que nos livramos de Dunga, penso que nos livramos também de maiores riscos nas eliminatórias. Dunga, com o seu mau humor permanente, fazia mal à seleção.
Acho que Tite enfrentou hoje uma prova de fogo. Foi, talvez, uma das estréias mais difíceis de todos os técnicos que passaram pela CBF. Mas já deu para perceber que ele mudou a cara do Brasil.
Tem a ver um pouco com a autoestima recuperada, depois da conquista do ouro olímpico. Mas ele foi inteligente ao decidir utilizar os jogadores  nas mesmas funções que executam em seus clubes.
Eu gostei da volta de Marcelo à lateral-esquerda; de Paulinho e Casemiro como volantes; e de Neymar sem a responsabilidade de capitão. Hoje ele jogou como no Barcelona, aberto na esquerda e buscando as jogadas individuais só nos momentos necessários. Foi um dos melhores em campo e abriu o caminho da vitória batendo bem o pênalti sofrido. E Gabriel Jesus, que fez o segundo e o terceiro, parece se encaixar bem como seu parceiro.
Enfim, hoje, contra o Equador, foi a melhor atuação da seleção brasileira nestas eliminatórias.
E a tendência é melhorar.
unnamed (2)

4 Comentarios

  1. Um bom técnico faz toda diferença, com Tite a Seleção voltou a ser competitiva, parece que o Brasil voltou a ser Brasil.

  2. Eu acho que o time estava embalado pela recuperação do apoio da torcida e pela conquista do ouro. Isso deu muita confiança pro time encarar um jogo complicado. Foi uma estreia até surpreendente, eu diria. Mas, menos que isso foi graças a Tite né? O Brasil resgatou sua autoconfiança nas Olimpíadas, não nesse jogo de hoje, que foi muito bom, mas como eu disse, tenho minhas dúvidas que seria essa beleza se o Brasil tivesse perdido a medalha.

    • Aline, reconheça que o Tite é um técnico diferenciado, o Brasil voltou a ter padrão de jogo coisa que não se via a um bom tempo, nem nas Olimpíadas o Brasil fez um jogo tão bom como hoje.

      • Sim, claro, ele é muito competente e a estreia foi animadora. Eu só acho que o fato de terem ganho o ouro foi uma contribuição importante pra essa seleção principal, não na questão tática, mas sim no astral dos jogadores. A moral deles tá lá em cima, a autoconfiança voltou e o clima está mais leve. Até os jogadores que antes eram supercriticados pelo desinteresse, como Marcelo, parece que se contagiaram com esse clima. Se tivéssemos fracassado, o time ainda estaria com o peso nas costas e sem a segurança necessária para jogar tão bem uma partida tão difícil como essa.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare