Reportagem do site ‘Poder360’ (Por Beatriz Roscoe)

A Copa América foi anunciada no Brasil duas semanas antes do início dos jogos, que começarão no próximo domingo (13.jun.2021). O campeonato será disputado em Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia e Cuiabá. Todas as cidades têm uma situação complicada em relação à pandemia.

Às vésperas do início do torneio, há uma taxa alta de ocupação dos leitos de UTI, baixo percentual de população vacinada e número de mortes por milhão de habitantes maior do que a média nacional nas cidades que receberão os jogos.

Serão 28 jogos realizados nas 5 cidades-sede. Eis um infográfico com a situação em cada uma:

Todas as cidades têm taxa de ocupação de UTIs acima dos 75%. Em 11 de junho de 2021, Goiânia tinha a maior taxa, com 87% de ocupação. Em seguida Cuiabá (83%), Rio de Janeiro (82%) e Brasília (76%).

Além disso, o número de mortes por milhão de habitantes é superior à média do Brasil (2.269 em 11.jun) em todas as 4 cidades. O município de Cuiabá lidera (4.811), seguido por Rio de Janeiro (4.063), Goiânia (3.375) e Brasília (2.951).

A competição esportiva foi alvo de 3 ações que pediam pela suspensão do torneio, com o argumento de que poderia contribuir para o agravamento da pandemia no país. O STF formou maioria na última 5ª feira (9.jun) para permitir a realização da Copa América no Brasil.

A Seleção Brasileira cogitou boicotar o torneio, mas cedeu e decidiu jogar. Apesar de concordarem em participar, os jogadores da Seleção divulgaram um manifesto com críticas ao evento.

Marcas que iriam patrocinar o evento, entre elas Ambev, Mastercard e Diageo, decidiram não ativar os patrocínios e desistiram de expor suas marcas durante os jogos da competição.

Pesquisa PoderData realizada de 7 a 9 de junho, mostra que a maioria da população brasileira é contra a realização da Copa América no país. Segundo o levantamento, 55% dos entrevistados não querem o torneio, enquanto 35% são a favor e 10% não sabem como responder.

A Conmebol divulgou os protocolos de segurança que serão adotados durante o torneio. Entre as medidas, estão a obrigatoriedade da realização de testes PCR 48 horas antes do dia dos jogos. De acordo com a Confederação, todo o staff da Conmebol e 90% das delegações estão vacinadas.

O Ministério da Saúde também determinouque a testagem dos atletas deverá ser feita a cada 48h com o teste RT-PCR. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que aproximadamente 650 pessoas estarão envolvidas no início do torneio com as 10 seleções, entre jogadores e comissão técnica e que na fase final, com 4 times, serão 260 pessoas envolvidas.

Saiba como está a situação da pandemia em cada cidade-sede e quais são as medidas restritivas em vigor:

Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro acumula 27.297 mortes por covid-19. De acordo com a prefeitura, o Rio havia aplicado ao menos 1 dose da vacina em 2.456.446 pessoas até 11.jun, o que corresponde a 34% da população.

A prefeitura do Rio de Janeiro prorrogou até o dia 28 de junho todas as medidas restritivas em vigor no município. O Decreto 48.974, publicado na última 6ª feira (11.jun) determina que bares, lanchonetes, restaurantes, quiosques da orla e congêneres continuam com permissão para o consumo apenas para clientes sentados, com distanciamento mínimo de 1,5m a e limite de 8 pessoas por mesa. Música ao vivo é admitida sem restrição de horário.

Academias de ginástica, piscinas, centros de treinamento e condicionamento físico podem ter aulas em grupos, com a ocupação dos ambientes limitada a 1 pessoa a cada 4 metros quadrados.

Casas de espetáculo, concertos e apresentações podem funcionar, desde que mantenham distanciamento mínimo de 1,5 metro entre os participantes, com capacidade de lotação máxima de 40% em locais fechados e 60% em locais abertos, somente com público sentado.

As mesmas regras valem para atividades comerciais e de prestação de serviços localizadas no interior de shopping centers, centros comerciais e galerias de lojas, bem como as atividades de museu, biblioteca, cinema, teatro, casa de festa, salão de jogos, circo, recreação infantil, parque de diversões, temáticos e aquáticos, pista de patinação, entretenimento, visitações turísticas, aquários, jardim zoológico, apresentações, drive-in, feiras e congressos, exposições e eventos autorizados. Em todas essas ocasiões, a formação de filas de espera e de aglomerações na entrada e saída é proibida.

Rodas de samba estão liberadas, mas continuam suspensos o funcionamento de boates, danceterias e salões de dança e a realização de eventos, como festas com vendas de ingresso, em áreas públicas e particulares.

Brasília

Até às 17h do dia 11.jun.2021 foram notificadosno Distrito Federal 414.875 casos confirmados de covid-19. Do total de casos notificados, 397.723 pessoas se recuperam e 8.923 morreram.

Em relação à vacinação, 721.548 pessoas receberam ao menos 1 dose da vacina, o que corresponde a 24% da população. A taxa de ocupação das UTIs é de 76%. Na rede pública, é de 88,9%.

Atualmente, estão em vigor algumas medidas restritivas estabelecidas pelo GDF (Governo do Distrito Federal), incluindo a proibição da venda de bebidas alcoólicas após às 23h em todos os estabelecimentos comerciais autorizados a funcionar, inclusive em operações de delivery, drive-thru e take-out, a suspensão de atividades culturais coletivas, e a proibição do funcionamento de boates e casas noturnas.

Comércio de rua tem autorização para funcionar de 11h às 20h, com o cumprimento de protocolos de segurança. Salões de beleza, barbearias, esmalterias e centros estéticos podem abrir de 8h às 19h. Shopping Centers e Centros Comerciais podem abrir de 10h às 22h, bares e restaurantes funcionam de 11h às 23h.Todos os estabelecimentos privados devem encerrar as atividades às 00h.

Goiânia

A capital do Goiás registra 165.076 casos confirmados 5.117 mortes por covid-19. A taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 87%. Goiânia já aplicou ao menos 1 dose da vacina contra covid-19 em 456.589 pessoas, o que corresponde a 30% da população.

O Decreto municipal Nº 3.237 estabelece horários específicos para o funcionamento de atividades não essenciais. O funcionamento é permitido das 9h às 17h para estabelecimentos de comércio, galerias e centros comerciais, das 12h às 20h para estabelecimentos de serviços, das 11h às 23h para bares, restaurantes, pit dogs, food trucks e congêneres (com capacidade máxima de 30%).

Shoppings Centers podem funcionar das 10h às 22h, salões de beleza e barbearias são permitidos das 12h às 21h, distribuidoras de bebidas e lojas de conveniência podem abrir das 6h às 23h e lanchonetes das 6h às 20h.

Cultos, missas, celebrações e reuniões coletivas das organizações religiosas são permitidos de domingo a sábado, com lotação máxima de 30% de sua capacidade de pessoas sentadas.

Cuiabá

Cuiabá acumula 103.957 casos de covid-19 e 2.940 mortes. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em 83%. O número de mortes por milhão de habitantes é o maior entre as 4 cidades sede (4.811), mais que o dobro da média nacional (2.269).

O município já aplicou ao menos 1 dose da vacina em 173.459 pessoas, o que corresponde a 28% da população.

As medidas restritivas em vigor na cidade incluem a suspensão das atividades de casas de shows, espetáculos e boates. Também há toque de recolher de 1h às 5h.

Supermercados, mercados, mercearias, distribuidoras de bebidas podem funcionar de de 6h às 00h. Atividades de prestação de serviços em geral podem são permitidas de 9h às 22h.

As atividades educacionais presenciais na rede pública municipal de ensino estão suspensas até 1º de agosto. Além disso, o atendimento presencial em todos os órgãos públicos municipais só é permitido mediante agendamento, até 15 de junho.

Lojas de conveniência localizadas em postos de combustível podem abrir de 6h às 00h, permitido o consumo no local desde que os consumidores permaneçam sentados.

As atividades religiosas presenciais são permitidas de 6h às 22h, desde que observados os protocolos de convivência e de distanciamento social e com limitação de 70% da capacidade do local.

Academias de esporte de todas as modalidades podem funcionar das 06h às 23h. Restaurantes podem funcionar de 9h às 00h.

3 Comentarios

  1. Não estão piores que Bogotá, Buenos Aires ou Santiago

  2. Pois é, né? Como se isso não fosse sabido antes do Brasil aceitar essa palhaçada.

  3. O Brasil não tinha obrigação e nem deveria aceitar sediar essa edição.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare