A  premiação da Copa do Brasil de 2020 registrou um aumento de R$ 12,53 mi em relação à edição anterior, informa Cássio Zirpoli em seu blog.  Ao todo, os 91 participantes poderão repartir até R$ 303,62 milhões ao longo de oito fases. As cifras já foram repassadas às federações e clubes através do documento assinado por dois diretores da CBF, Gilnei Botrel (financeiro) e Manoel Flores (competições), datado de 24 de janeiro. O blog teve acesso aos números – confira abaixo.
Desta vez, o campeão poderá receber até R$ 72,8 milhões, caso largue na 1ª fase. Entre os onze clubes que vão estrear apenas nas oitavas de final, correspondendo à 5ª fase, o total pelo título chegará a R$ 66,9 milhões. A terceira receita recorde seguida provém do contrato de transmissão do torneio, firmado com a Rede Globo por cinco edições, de 2018 a 2022.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare