Andrés Sanchez deve oficializar nesta quarta-feira a sua candidatura à presidência do Corinthians. E um dos principais trunfos de sua campanha é a indicação de Ronaldo Fenômeno para um cargo na diretoria.
Ronaldo foi ídolo do Timão na gestão de Sanchez. Foi também o maior “puxador” de recursos, usando seu prestigio para prospectar anunciantes.
Os tempos mudaram. Ronaldo não é mais jogador e Sanchez virou deputado pelo PT. Em se tratando de política, diríamos que eles são até antagonistas.
Andres Sanchez – amigo íntimo do ex-presidente Lula – tem o perfil de “mortadela”; e Ronaldo – eleitor declarado de Aécio Neves – veste a carapuça de “coxinha”.
Mas eles continuam “parceiros”.
unnamed (5)
Fechar
Logo Qualitare