Captura de Tela 2017-10-13 às 21.32.44
Os dados são do site ‘Infobola’. Para o cálculo são considerados o mando de campo dos jogos e o retrospecto das equipes na competição. O sistema de cálculo permite comparar os clubes não apenas pela pontuação ou aproveitamento, mas também pela dificuldade dos jogos de cada equipe, avaliada em função dos adversários e do fator local. Abaixo, a situação na Série B, sem computar os jogos realizados ontem à noite:
Captura de Tela 2017-10-13 às 21.42.08

12 Comentarios

  1. Independentemente dessa ”matemática” meio furada (porque tem que lidar com aspectos subjetivos, como favoritismo e dados estatísticos que não são garantia de nada), o InfoPaulo crava: Coringão, 1º hepta do Brasil!

  2. O Timeco da PP de novo empatando a vida do Santos, agora já é difícil o título mesmo, pois pra piorar o timeco 5ma11 parece que voltou à boa fase. Então, que pelo menos consigamos o vice já que a premiação é maior. Essa sombra e água fresca do 5ma11 no BR, tão festejada por eles, não condiz com o estilo maloqueiro e sofredor que eles tanto propagam. Título nutela, não é mesmo? Rs.

    • O título foi conquistado no 1º turno, no estilo rala-bunda, bem corinthiano. Agora é jogar com inteligência e deixar as rodadas rolarem…

      • Não sei se dá pra chamar de rala-bunda um primeiro turno conquistado com invencibilidade histórica e “facilitado” pelo desinteresse costumeiro que ocorre nessa fase do campeonato por parte dos times que estão envolvidos noutras competições (isso não é desmerecimento, veja bem, e sim, uma constatação). Vários jogos, possivelmente, o torcedor foi bem confiante na vitória, já que o time passava essa tranquilidade. Mas a questão, na verdade, nem é essa. É só um estranhamento da minha parte, ao ver uma torcida que levanta tanto essa bandeira do time da superação e raça, e que faz disso um marketing, completamente maravilhada e envaidecida com a possibilidade de ver o seu time ganhar o BR com várias rodadas de antecedência, mesmo que isso seja mérito total de vocês. Sem falar que você, em especial, se bem me lembro, era entusiasta de um quadrangular final no BR justamente pra evitar esse tipo de coisa: um campeonato” morto”, muito antes do seu fim. Ou mudou de opinião?

        • Esse ”abandono do campeonato”, pelos demais candidatos principais, é um mito para querer desmerecer nosso provável título. Gaymio jogou contra nós com time titular, enquanto estávamos desfalcados do Rodriguinho (ganhamos). Porqueiras jogou com time titular (ganhamos). Prantos jogou com o que podia, à época (ganhamos). Meiguinho veio babando, na sede de quebrar o tabu (empatamos por erro gravíssimo da arbitragem, contra nós). Patético-MG veio com tudo (ganhamos). Veja, vencemos 3 desses principais adversários na casa deles, e completos, até onde podiam! E o Prantos, pra variar, mesmo tendo decisão dificílima pela frente, e viagem longa, deu sangue pra ganhar da gente (depois, o Pastor até se queixou), e, talvez, tenha perdido a vaga nesse erro de avaliação. Ou seja, ralado, sofrido (tomamos sufoco muitas vezes). De qualquer forma, eu acho bom ganhar, seja antes, seja depois (se puder superar o recorde de 2015, melhor). Quanto a pontos corridos sou contra, mesmo, e acho a minha fórmula híbrida a melhor solução para conjugar emoção de ”mata-mata” com o mérito de pontos corridos, mas eu não decido nada…

          • E daí que ganhou esses jogos? O campeonato não se limita aos confrontos diretos. O 5ma11 está jogando apenas o BR desde o seu início, a Sula é café com leite, logo, sem precisar poupar pra mata-matas ou mesmo desgastar o time, se optar pelo titular, diferentemente dos outros postulantes que tinham até 3 competições. Todo ano é dito que o campeonato só pega pra valer quando os eliminados da CB e L.A. se voltam pra ele, por isso há sim essa sensação de desinteresse no começo. É uma vantagem real e admitida por todos, que vocês souberam aproveitar como ninguém, e que nunca foi vista como desmerecimento por quem soube usá-la. Mas vocês e seu indefectível coitadismo tinham que se assanhar, né? Mas já que você não concorda, por que reclamava tanto da tabela do BR, principalmente quando tinham que jogar clássicos antes de jogos decisivos de L.A.? Falava até em manipulação. Negar ou negligenciar essa vantagem, ou achar que quem a considera é com o intuito de desmerecê-los, desculpe-me, mas além de incoerente é uma baita forçação de barra. E o Santos deu sangue não só contra vocês, mas nos outros confrontos diretos também, só não mostrava o mesmo empenho nos jogos contra os times de baixo. Faria sentido pôr o time reserva, num clássico, contra o líder, jogando em casa e estando entre os cabeças do campeonato? Pra mim, não. E isso não nos atrapalhou, tanto que conseguimos excelente placar no Equador, o time perdeu a classificação, pois se iludiu com a vantagem e colocou o regulamento debaixo do braço. E a queixa dos jogadores foi por Modesto não ter fretado um avião, forçando-os a encarar horas a mais de viagem, então, não se dê tanta importância, meu rapaz. E não é questão de você decidir ou não decidir nada, mas sim, de se manter fiel à sua opinião. Se você é contra o marasmo de um campeonato que tem um campeão com várias rodadas de antecedência, não deveria estar festejando nem torcendo pro seu time conseguir quebrar esses recordes. Ou esse argumento só vale quando não se trata do seu clube?

  3. O que me deixa mais tranquilo é que nenhum time exceto o Cruzeiro se mantém regular nesse segundo turno, e mesmo com os tropeços do Corinthians no segundo turno, a vantagem se mantém a mesma!

  4. Jogamos as semi e finais do Paulista, a Sula e a C do B (além de 2 jogos na Florida Cup). Se for por na ponta do lápis, até deve ter superado esses concorrentes diretos, em nº de jogos, em 2017, ou está bem próximo deles. Fiel à minha opinião eu me mantenho, como afirmei, em tese. Agora, é evidente que quando o seu time está ponteando o Campeonato, este deixa de ser desinteressante (porém, isso só vale pra torcedores de um time, os demais agonizam, nessas hipóteses). Quanto à importância que vocês dão aos jogos contra nós, é evidenciada não só pela escalação titular nesse jogo, mas por todo um histórico de declarações de jogadores e dirigentes prantistas (inclusive nesse jogo, caso não tenha acompanhado). Ou eu estou errado?

    • Mas como você me compara o desgaste de um estadual, ainda que Paulista, e de um torneio amistoso de pré-temporada (rsrs), com o de uma L.A. e CB? Sem falar que nesse caso não há o grande problema: a simultaneidade das competições – se desconsiderarmos a Sula, café com leite? Tá de brincation? E não, você não está sendo fiel à sua opinião, nem muito menos se mostrando um 5ma11tiano raiz. Se fosse, não preteriria a emoção de um campeonato competitivo e imprevisível em detrimento de recordes e o marasmo de um campeão precoce, ainda que o dito cujo fosse o seu time. Até porque, não sei se concordas, mas ter um rival a altura duelando até o último momento só engrandece uma conquista. E não, você não está errado, está sendo exagerado como de praxe quando fala desse assunto. O jogo é importante por vocês serem nossos maiores rivais, assim como deve ser especial um Majestoso pra vocês, já que Cássio elegeu o Timeco do Morumbi como seu maior rival, não é mesmo? Os jogadores/ dirigentes são induzidos a darem essas declarações pelos repórteres que sempre fazem perguntas nesse sentido. O problema é que você acha que a rivalidade é algo unilateral, quer que todos vejam o 5ma11 como o grande adversário, mas não reconhece o contrário, pois lhe custa reconhecer a importância dos outros times. Insisto que a escalação do time titular foi algo normal e calculado. Levir jamais colocaria em risco a classificação só para derrotar vocês. Se ele pôs o time A foi porque não queria fechar a porta do BR (o próprio Carille disse que seríamos carta fora do baralho em caso de derrota), e por sentir que o time aguentaria o tranco, como de fato aguentou já que conseguimos excelente placar no Equador, Isso, sim, foi o responsável pela nossa derrota, pois o time pareceu iludido pelo 1×1 e abriu mão de fazer o seu jogo, achou que poderia segurar a vantagem, mas se desesperou logo que tomou o gol.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare