A TIM cancelou um patrocínio de R$ 4 milhões ao Flamengo, informa Demétrio Vecchioli (Olhar Olímpico/UOL).  O destino desse dinheiro havia causado a renúncia de Delano Franco do cargo de vice-presidente do clube rubro-negro. O dirigente acusa o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, de não cumprir com seu compromisso verbal de repassar esse recurso, do projeto Fla-Vôlei, ao time de vôlei Sesc-RJ/Flamengo, que disputa a Superliga Feminina e tem a marca da TIM no seu uniforme, dentro do número nas costas da camisa.
A empresa de telefonia há anos tem sua marca nos uniformes dos grandes clubes de futeboldo Rio de Janeiro ao mesmo tempo em que patrocina, com recursos de renúncia fiscal da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte, times amadores desses mesmos clubes. Esse dinheiro foi fundamental para a manutenção, por anos, do basquete do Botafogo e do Vasco, e do time feminino de vôlei do Fluminense.

2 Comentarios

  1. Dinheiro gera brigas até em divisão de herança entre famílias como não vai haver brigas entre dirigentes e políticos? É o ser “humano” sendo humano, ou seja, com espírito inferior.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare