O Flamengo que ganhou tudo em 2019 e que estava muito confiante de que poderia repetir o mesmo desempenho em 2020, não existe mais.
E a culpa não é apenas da saída de Jorge Jesus. Ele talvez tenha ido embora no momento certo, porque essa fase ruim que o Menção está vivendo poderia acontecer também com o português.
Nesta noite de quinta-feira, o Flamengo foi triturado pelo Independiente Del Valle. Perdeu de 5×0, mas poderia ter sido muito mais. O Del Valle é um time equatoriano que contraria estatística no futebol dos milhões. Já foi campeão da Sul-Americana e vice da Libertadores. Forma seus próprios jogadores e não contrata medalhões de qualidade duvidosa.
Nas redes sociais, a reação da torcida me fez lembrar os idos de 2017, quando o time era dirigido por Zé Ricardo e tinha Márcio Araújo como um dos seus titulares intocáveis.
Agora preste atenção: em 11 jogos, o Flamengo sofreu 20 gols. Foi a sua maior derrota na história da Libertadores. Ah, sim, foi também a maior derrota de um campeão no ano seguinte ao título.
Domènec Torrent seria a reencarnação de Zé Ricardo; e Arão é o novo Márcio Araújo.
A imensa torcida rubro-negra voltou a viver um pesadelo atrás do outro.
Destaque no jornal El Comercio, do Equador

2 Comentarios

  1. Gente, 😂😂😂😂😂😂😂

  2. Dificilmente repetirá o futebol do ano passado.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare