“Eu falei com Sampaoli antes de ir para a Copa do Mundo, mas desde o dia em que cheguei na fazenda até o dia em que voltamos para o país que eu não tinha nada de comunicação, Zero, nem sequer disse olá para mim. É estranho, você está vivendo em um complexo como se estivéssemos na Rússia, nós compartilhamos o tempo, você cruza muitas vezes, é raro que o treinador não cumprimente um jogador, não pergunte como ele está, como ele se sente Foi a primeira vez que aconteceu comigo e, bem, foi assim”, PAULO DYBALA, jogador argentino, sobre a frustrante e conflituosa passagem de Jorge Sampaoli pela seleção da Argentina.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare