Perdoe-me, Monsieur Camus.  Perdoem-me vocês também, seus milhões de admiradores … Gostaria de pedir-lhes licença para repetir aqui algumas de suas palavras, para reivindicar sua audácia, para suplicar, como puderam fazer diante das autoridades do desumano., para lutar, à tua imagem, como um rebelde do mundo que soube recusar a heresia e as suas terríveis consequências.
 O brasileiro que sou, como tantos outros, encontra-se assediado, nestes tempos sombrios, por um duplo flagelo cujas devastações são apenas o acréscimo de nossos próprios erros coletivos.  Além da “praga” biológica, essa epidemia tão mal administrada que causou a mais grave crise de saúde da história do meu país, estamos sofrendo outro mal, muito mais mortal no longo prazo.  Um mal que nos isola diplomaticamente, um mal que atormenta insidiosamente a Amazônia e persegue quem a protege.  Um mal que permite a mineração em reservas indígenas, e prefere toras serradas a toras vivas … Um mal castrador das liberdades, que ameaça a democracia e revive censura odiosa, promove a intolerância, a homofobia, o machismo, a violência.  Ao aprisionar nossa razão e nosso bom senso, ela nos destrói, incita o ódio, se apresenta como inimiga das artes e da cultura, humilha nossa consciência ao negar a ciência.
 Leia também: A situação da saúde é “absolutamente dramática” no Brasil
 Esse mal, que tem suas próprias variantes, é obra de um clã.  Associado ao distanciamento, ao negacionismo, à desinformação, à mentira, acaba suprimindo, ainda que temporariamente, nossa revolta, nossa resistência e nossa indignação.

5 Comentarios

  1. Raí está certo. Todos os brasileiros influentes que moram fora deveriam fazer o mesmo. Denunciar o crime horrendo que está ocorrendo no país. Nós estamos enfraquecidos, exaustos de lidar com tanta aberração, todo dia é um 7×1 diferente. Eu me sinto uma medíocre por estar passando por isso e não saber como reagir. Não merecemos tanta judiação.

  2. O Incompetente dando mais uma posição incompetente, sua passagem na Gestão do Futebol do São Paulo foi desastrosa, se não vobsegue nem gerir a área em que atuou em sua vida como pode dar pitaco em coisas muito mais compexas, falar até papagaio fala, agira fazer gestao5quando está com a batata quente nas mãos é que são outras. Coitado do Rai, puxou o dr sócrates que com o datena eram giliados ao PT de triste passagem pelo poder no Brasil e deixaram uma dívida de 4,5 trilhões., pegou do FHC com 890 bilhões em 2003. Fora o Mensalão, Petrolao, BNDESÃO, Fundos de Pensões delapidados, Pasadina etc… O que me deixa mais triste é que exintem muitos brasileiros que ainda defendem tudo isso.A Esquerda fala muito e faz pouco ou nada isdo é fato, vide Venezuela, Cuba, Argentina etc…

  3. Você é defensor de um completo inapto, que usa o cargo para proteger sua família corrupta, e ainda tem coragem de reclamar da incompetência e desonestidade alheias, Adílio? O que o Rato tem que fazer pra pessoas como você pararem com essa idolatria cega? O demônio em questão não sabia da situação do país quando assumiu a presidência? Ou a batata quente, a que você se refere, é ter que lidar com uma pandemia, onde ele claramente parece estar numa queda de braço com o resto do mundo levando a morte milhares de pessoas por pura picuinha?

  4. Bolsonaro é uma aberração, o horror que não tem nome, mas Lula não é solução. É trocar um ladrão por outro. Nunca me senti tão mal com a situação política do país, nem na época da Ditadura Militar. Povo errou ao votar no Capetão, e vai errar de novo se permitir que a história se repita, agora como farsa (parafraseando Marx, com quem não simpatizo, diga-se). É preciso conscientizar as hostes bolsonaristas. É imperioso fazê-lo e todo cidadão de bem tem esse dever (sem ser invasivo, com argumentos)…

  5. Excelente!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar
Logo Qualitare